Porto Velho (RO) quinta-feira, 9 de julho de 2020
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Indicador do MEC mostra que país tem só dez cidades com ensino de Primeiro Mundo


Demétrio Weber - Agência O Globo BRASÍLIA - O Ministério da Educação divulga nesta quinta-feira o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), novo indicador calculado a partir da Prova Brasil e das taxas de aprovação. Os números são dramáticos. Apenas em dez dos mais de 5.500 municípios brasileiros os alunos da rede municipal de 1ª a 4ª série alcançam ou superam a média 6, considerada equivalente ao padrão de aprendizagem dos países desenvolvidos. No cálculo dos estados, que considera toda a rede pública, nenhum alcançou a nota 5. No ensino médio, 16 estados ficaram abaixo da nota média 3. Minas Gerais, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, que atingiram a média mais alta, não passaram de 3,5. Entre as turmas de 5ª a 8ª série do ensino fundamental, apenas Santa Catarina superou a nota 4, com a média 4,1. Entre os alunos de 1ª a 4ª série, São Paulo liderou com 4,5. ( Leia mais em O Globo Digital: Santa Catarina lidera ranking) Ao lançar o Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), o presidente Lula disse que seu governo entrará para a História se o PDE botar o Brasil "em pé de igualdade com qualquer país do mundo desenvolvido na área de educação". Os números mostram que, por enquanto, o país está muito distante disso. A meta do MEC é que até 2021 os alunos de 1ª a 4ª série consigam atingir a média geral 6, consideradas as escolas públicas e particulares. Nesta quarta, milhares de professores da rede pública fizeram uma passeata na Esplanada dos Ministérios para protestar contra o piso salarial de R$ 850 previsto no PDE. Os piores resultados Ramilândia, no Paraná, sofre com migração - Ramilândia, a 80 quilômetros de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, é o município com o mais baixo indicador educacional do país, com 3.872 habitantes e índice de analfabetismo que beira os 22% da população. Lá existe apenas uma escola municipal, com 451 alunos. Segundo o prefeito, 25% da arrecadação de R$ 400 mil por mês são destinados à educação. A cidade tem 25 professores, que ganham em média R$ 570 por 20 horas semanais. Em Maiquinique, a maioria não faz pré-escola - Com um índice de repetência que chega a 55% nas primeiras séries do ensino fundamental, Maiquinique, a 600 quilômetros de Salvador, tem o segundo pior ensino de 1ª a 4ª série e o pior de 5ª a 8ª série. A cidade tem apenas uma unidade de ensino pré-escolar. A maior parte dos alunos entra diretamente na primeira série do ensino fundamental, sem qualquer preparo. O efeito é uma bola de neve. A cidade tem 12 escolas de ensino fundamental e cerca de cem professores. Pelo menos 70% deles só cursaram até o Segundo Grau. Eles recebem R$ 414,98. Quase a totalidade dos 30% restante ainda estão freqüentando a universidade e recebem o mesmo valor. Os poucos que já têm nível superior ganham aproximadamente R$ 650. Falta de recursos e longas distâncias em Itaúba - No município mato-grossense de Itaúba, o acesso à escola ainda é deficiente. O município vive às voltas com a evasão escolar. Um em cada cinco moradores com mais de 25 anos não sabe ler nem escrever na cidade. A secretária de Educação do município, Ivanir Cavalheiro Zonta, diz que as grandes distâncias entre as fazendas e a zona urbana contribuem para a queda na freqüência e o baixo desempenho dos alunos: - Muitas vezes você encontra uma casa a cada 20 quilômetros de distância, em estrada de chão. O orçamento anual de sua pasta fica entre R$ 110 mil e R$ 130 mil. Em Itaúba há cinco escolas municipais e apenas uma estadual. ( Leia reportagem completa sobre o novo indicador em O Globo Digital)

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu