Porto Velho (RO) quinta-feira, 24 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Horário de verão no Norte e Nordeste não traz economia significativa de energia


(Agência O Globo) Estudos realizados pelo Ministério de Minas e Energia comprovam que se o horário de verão fosse adotado nas regiões Norte e Nordeste a queda de consumo seria praticamente neutra. Por isso, essas regiões estarão mais uma vez de fora do horário diferenciado, que começa no dia 5 de novembro. A informação é do secretário de energia do Ministério de Minas e Energia, Ronaldo Shuck. Ele lembrou que a duração do dia, do amanhecer e ao por do sol, é diferente em cada região do país. - Quanto mais ao sul é comprovado que há um ganho mais significativo (com o horário de verão). Shuck lembrou que já houve edições do horário de verão em que os estados no Nordeste e do Norte foram incluídos, causando transtornos para a população, sem ter aumentado a segurança do sistema. - Estamos repetindo na versão 2006/2007 a mesma abrangência do verão passado, em dez estados e no Distrito Federal, em que os ganhos são bem expressivos - disse em entrevista ao Programa Notícias da Manhã, da Rádio Nacional. Segundo o secretário a adoção do horário diferenciado é uma prática adotada com benefícios constatados no Brasil e em outros países, porque a população se adapta facilmente a esse horário. Shuck destacou que além da economia, o horário de verão dá segurança para o atendimento de energia elétrica, principalmente, por causa do período em que há coincidência de gastos de consumo nas indústrias e residências, entre 20 e 21 horas. A decisão de transferir para novembro a entrada em vigor do horário de verão teve o objetivo de atender a uma solicitação do Tribunal Superior Eleitoral, porque causaria dificuldade na correção dos relógios das urnas eleitorais. - Normalmente a data seria em meados de outubro, mas em função do segundo turno e da interferência que tem essa mudança nos relógios das urnas eletrônicas foi acatado o pedido do TSE. A entrada em vigor está marcada para o dia 5 de novembro estendendo-se até o fim de semana após o carnaval no dia 25 de fevereiro, quando é uma época em que o ganho começa a ser diminuído e o consumo começa a aumentar na parte da manhã - esclareceu.

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu