Porto Velho (RO) sexta-feira, 20 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Governo reajusta salário de 1,4 milhão de servidores



 
Foi publicada hoje (23) no Diário Oficial da União a lei que reajusta o salário de 1,4 milhão de servidores. A sanção foi feita ontem pelo presidente em exercício, José Alencar. O impacto nos cofres públicos será de R$ 82,5 bilhões para os próximos três anos.
 
A Lei 11.784/08 aumenta a remuneração de servidores ativos, aposentados e pensionistas, sendo 800 mil civis e 600 mil militares. O reajuste abrange funcionários dos ministérios, da Previdência Social, da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal e das Forças Armadas.
 
Em algumas categorias, o aumento salarial deve chegar a 100%, consideradas todas as implicações trabalhistas.
 
O impacto financeiro no caixa do governo será escalonado. Este ano, será de R$ 7,5 bilhões, compensado com a abertura de crédito extraordinário no mesmo valor. Em 2009, R$ 18 bilhões. Em 2010, R$ 26 bilhões. Em 2011, R$ 31 bilhões. <p>Vetos

O artigo 14-a foi vetado pelo vice-presidente. Ele obrigava, segundo o governo nas suas razões para veto, a revisão constante das tabelas de remuneração dos servidores em relação ao salário pago atualmente.

O governo considerou o artigo inconstitucional, considerando que a iniciativa para aumento salarial deve ser apenas do Executivo e não de projeto aprovado pelo Congresso.

O segundo veto trata das gratificações concedidas aos servidores de acordo com o sistema de avaliação de desempenho, mecanismo criado pela lei. Para o governo, o artigo 175, abriria a possibilidade de que, mesmo tendo uma avaliação insuficiente, o servidor não precisaria devolver dinheiro ganho a mais, o que dependeria apenas de um ato do Executivo.

"O servidor que obtiver pontuação insuficiente no primeiro período de avaliação, poderá receber a sua Gratificação acima do condizente com o seu real desempenho, o que contraria o princípio constitucional da da eficiência no serviço público", diz o veto do vice-presidente José Alencar.

Fonte: Lúcio Lambranho, Fábio Góis e Eduardo Militão - Congresso em Foco

Mais Sobre Política - Nacional

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Implacável para condenar lideranças do PT na República de Curitiba, a Justiça brasileira não mostra o mesmo furor para investigar e julgar os tucanões

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que o anúncio da liberação de saques das contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviç