Porto Velho (RO) quinta-feira, 17 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Governo anuncia corte de R$ 1,6 bi no Orçamento deste ano


Agência O GloboBRASÍLIA - Em meio ao aumento do risco dos países emergentes e a uma certa turbulência nos mercados globais provocada por desconfianças sobre a economia americana - que no Brasil é agravada pela crise política - o governo anunciou nesta segunda-feira corte de R$ 1,6 bilhão no Orçamento deste ano. A redução é necessária para o cumprimento da meta de superávit primário de 4,25% do Produto Interno Bruto (PIB), informou o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.O governo também reduziu de 4,5% para 4,0% a estimativa de crescimento do PIB utilizada para projetar as receitas e despesas no ano, quase um ponto percentual acima do previsto pelas instituições financeiras. Para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a estimativa do governo recuou de 3,69% para 3,27%, também acima do que projeta o mercado. Nesta segunda-feira o relatório Focus do BC mostrou que o mercado financeiro revisou para baixo, mais uma vez, as projeções do ano para o PIB (3,09%), inflação pelo IPCA (3,03%) e taxa básica de juros (13,50%).Segundo o mais recente relatório de avaliação bimestral, o governo diminuiu a estimativa de receitas em quase R$ 300 milhões. Por outro lado, subiu a previsão de despesas primárias obrigatórias.- O que aconteceu é que o PIB foi reduzido. Esse contingenciamento, de certa forma, já era esperado. No médio prazo, não vejo não cumprimento da meta (fiscal). A piora se dá mais no longo prazo, o grande foco de preocupação é Previdência e funcionalismo público, que acaba aumentando o piso dos gastos. - comentou Guilherme Loureiro, economista da Tendências Consultoria Integrada.A Tendências prevê superávit de 9,2 bilhões de reais do setor público consolidado em agosto, o que indicaria 4,26 por cento do PIB em 12 meses."A projeção atual do resultado do Regime Geral da Previdência Social indica um incremento de R$ 539,1 milhões no déficit", em relação ao previsto no decreto de julho, apontou o ministério em nota."Ressalte-se ainda que o reajuste dos demais benefícios passou de 5% para 5,01%", acrescentou o governo, referindo-se à discreta mudança no percentual de reajuste para aposentados e pensionistas que ganham acima de um salário mínimo.

Mais Sobre Política - Nacional

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que