Porto Velho (RO) terça-feira, 13 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Governo anuncia corte de R$ 1,6 bi no Orçamento deste ano


Agência O GloboBRASÍLIA - Em meio ao aumento do risco dos países emergentes e a uma certa turbulência nos mercados globais provocada por desconfianças sobre a economia americana - que no Brasil é agravada pela crise política - o governo anunciou nesta segunda-feira corte de R$ 1,6 bilhão no Orçamento deste ano. A redução é necessária para o cumprimento da meta de superávit primário de 4,25% do Produto Interno Bruto (PIB), informou o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.O governo também reduziu de 4,5% para 4,0% a estimativa de crescimento do PIB utilizada para projetar as receitas e despesas no ano, quase um ponto percentual acima do previsto pelas instituições financeiras. Para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a estimativa do governo recuou de 3,69% para 3,27%, também acima do que projeta o mercado. Nesta segunda-feira o relatório Focus do BC mostrou que o mercado financeiro revisou para baixo, mais uma vez, as projeções do ano para o PIB (3,09%), inflação pelo IPCA (3,03%) e taxa básica de juros (13,50%).Segundo o mais recente relatório de avaliação bimestral, o governo diminuiu a estimativa de receitas em quase R$ 300 milhões. Por outro lado, subiu a previsão de despesas primárias obrigatórias.- O que aconteceu é que o PIB foi reduzido. Esse contingenciamento, de certa forma, já era esperado. No médio prazo, não vejo não cumprimento da meta (fiscal). A piora se dá mais no longo prazo, o grande foco de preocupação é Previdência e funcionalismo público, que acaba aumentando o piso dos gastos. - comentou Guilherme Loureiro, economista da Tendências Consultoria Integrada.A Tendências prevê superávit de 9,2 bilhões de reais do setor público consolidado em agosto, o que indicaria 4,26 por cento do PIB em 12 meses."A projeção atual do resultado do Regime Geral da Previdência Social indica um incremento de R$ 539,1 milhões no déficit", em relação ao previsto no decreto de julho, apontou o ministério em nota."Ressalte-se ainda que o reajuste dos demais benefícios passou de 5% para 5,01%", acrescentou o governo, referindo-se à discreta mudança no percentual de reajuste para aposentados e pensionistas que ganham acima de um salário mínimo.

Mais Sobre Política - Nacional

JUÍZA SUBSTITUTA DE MORO NEGA PEDIDO DE LULA PARA SER INTERROGADO DE NOVO

JUÍZA SUBSTITUTA DE MORO NEGA PEDIDO DE LULA PARA SER INTERROGADO DE NOVO

A juíza federal substituta Gabriela Hardt negou, nesta terça-feira (13), o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que ele

Bolsonaro anuncia o general Fernando Azevedo e Silva para a Defesa

Bolsonaro anuncia o general Fernando Azevedo e Silva para a Defesa

A pasta seria ocupada inicialmente pelo general Augusto Heleno

Projeto de Mariana Carvalho isenta motorista de novos exames dentro da validade da CNH

Projeto de Mariana Carvalho isenta motorista de novos exames dentro da validade da CNH

O exame tem validade de cinco anos para condutores com menos de 65 anos.

Haddad, Ciro, Boulos e os rumos dos progressistas

Haddad, Ciro, Boulos e os rumos dos progressistas

Haddad, Ciro e Boulos precisam decidir se querem dar um passo em frente ou dois passos atrás.