Porto Velho (RO) domingo, 1 de agosto de 2021
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Governador admite que se encontrou com Zuleido


Adriana Vasconcelos - Agência O Globo BRASÍLIA - O governador de Alagoas, o tucano Teotônio Vilela, admitiu nesta quarta-feira que teve um encontro há cerca de 40 dias com o dono da construtora Gautama, Zuleido Veras, identificado na Operação Navalha como o mentor principal do esquema de fraudes em licitação públicas. Segundo o governador, o encontro teria ocorrido no gabinete de seu suplente no Senado, João Tenório (PSDB-AL). Na ocasião, Zuleido teria sugerido a Teotônio que reivindicasse ao governo Lula a inclusão da obra do anel viário de Maceió no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). - Não foi um encontro secreto, caso contrário não teria sido no Senado. Zuleido sugeriu a inclusão do anel viário de Maceió no PAC. E eu disse a ele que achava essa uma obra muito cara e que o estado tinha outras prioridades - contou o governador. Segundo Teotônio, esse não foi o único contato que teve com Zuleido, uma pessoa que conhece há mais de duas décadas. Mas garantiu que o nunca freqüentou a casa do empreiteiro e que ele nunca teve qualquer influência sobre o seu governo em Alagoas, que desde o início do ano não abriu nenhum processo licitatório. Questionado se nunca havia desconfiado da Gautama, construtora que teria ficado conhecida por não concluir as obras da qual participava, o governador citou pelo menos um que ele sabia que tinha sido entregue. - Ao que me conste, a Gautama concluiu a adutora do agreste - lembrou. Teotônio fez questão de elencar as medidas que tomou no estado depois das revelações feitas pela Operação Navalha, como a exoneração dos cinco assessores envolvidos diretamente no escândalo e a auditoria que solicitou na Secretaria de Infraestrutura com o acompanhamento do Ministério Público, da Ordem dos Advogados do Brasil e de representantes do Conselho de Contadores do estado. Mas não deixou de externar sua tristeza, especialmente em relação à exoneração do representante do estado de Alagoas em Brasília, Enéas Alencastro, que foi seu chefe de gabinete no Senado por anos. - Fico triste. Enéas era um amigo de 30 anos. As investigações não foram concluídas ainda, por isso não quero pré-julgar ninguém - observou. Ao chegar ontem no plenário do Senado, depois de participar de uma audiência com o ministro das Cidades, Márcio Fortes, para tratar de investimentos em saneamento e habitação do PAC, o governador de Alagoas logo foi cercado por vários senadores. A maioria queria se solidarizar com o antigo colega, que mereceu uma referência na tribuna do líder do PSDB, senador Arthur Virgílio (AM), e do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Numa postura diferente que teve em relação ao ex-ministro das Minas e Energia Silas Rondeau e mesmo do governador de Alagoas, Renan preferiu não externar qualquer crédito de confiança em relação ao irmão e deputado Olavo Calheiros (PMDB-AL), que aparece entre os políticos suspeitos de terem atuado para liberar verbas para a construtora Gautama. - Não conheço nenhum aspecto da investigação. O meu irmão tem vida própria. É deputado há vários mandatos. Perguntem a ele - respondeu Renan, ao ser perguntado se sabia das relações de Olavo Calheiros com Zuleido.

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu