Porto Velho (RO) segunda-feira, 23 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Gedimar deve recuar de suas declarações, diz advogado


Alan Gripp - Agência O GloboCUIABÁ - Acusados de participar da operação de compra de um dossiê contra os tucanos José Serra e Geraldo Alckmin, o advogado Gedimar Pereira Passos Passos e o empresário Valdebran Padilha, filliado ao PT, já estão na sede da Polícia Federal em Cuiabá para prestar depoimento. Caso haja alguma contradição em relação aos depoimentos tomados até agora, a PF fará uma acareação entre Gedimar, Valdebran, Luiz Antônio Vedoin e Paulo Roberto Trevisan, que foi preso transportando o material de Cuiabá para São Paulo.O advogado de Gedimar, Cristiano Maronna, indicou que seu cliente irá recuar das declarações dadas em depoimento na sexta-feira na Polícia Federal em São Paulo. Segundo Maronna, Gedimar disse que há divergências entre o que aconteceu e as informações que têm sido divulgadas pela imprensa nos últimos dias, mas não entrou em detalhes.- Ele disse que não bate. Ele disse que foi ouvido por mais de dez horas e existem divergências entre o que ele disse e o que está publicado - disse o advogado.Já o advogado do empresário Valdebran Padilha, Luiz Antônio Lourenço da Silva, confirmou que seu cliente foi a São Paulo para receber R$ 1,7 milhão de Gedimar. Ele disse, no entanto, que Valdebran não foi à capital paulista como membro do PT, e sim como amigo da família Vedoin, acusada de chefiar a máfia das ambulâncias. Na versão de Lourenço, o dinheiro serviria para pagar advogados e o tratamento médico de parentes de Luiz Antônio Vedoin.- Ele não foi lá como membro do PT, foi como amigo do Vedoin. Os Vedoin dizem que estão sem dinheiro para pagar advogado e tratamento médico - disse o advogado.Ao ser perguntado sobre o fato de seu cliente estar com uma grande quantidade de dinheiro vivo nas mãos, Lourenço cometeu um ato falho:- Eu também gostaria de andar com um milhão... mas lícito, é claro. Eu não estou dizendo que o dinheiro de meu cliente é ilícito, não sei.O procurador da República Mário Lúcio Avelar confirmou que pediu a prorrogação da prisão temporária de Gedimar, Valdebran e Paulo Roberto por mais cinco dias. O prazo da prisão temporária vence na quarta-feira.

Mais Sobre Política - Nacional

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Implacável para condenar lideranças do PT na República de Curitiba, a Justiça brasileira não mostra o mesmo furor para investigar e julgar os tucanões

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que o anúncio da liberação de saques das contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviç