Porto Velho (RO) domingo, 24 de junho de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Gedimar deve recuar de suas declarações, diz advogado


Alan Gripp - Agência O GloboCUIABÁ - Acusados de participar da operação de compra de um dossiê contra os tucanos José Serra e Geraldo Alckmin, o advogado Gedimar Pereira Passos Passos e o empresário Valdebran Padilha, filliado ao PT, já estão na sede da Polícia Federal em Cuiabá para prestar depoimento. Caso haja alguma contradição em relação aos depoimentos tomados até agora, a PF fará uma acareação entre Gedimar, Valdebran, Luiz Antônio Vedoin e Paulo Roberto Trevisan, que foi preso transportando o material de Cuiabá para São Paulo.O advogado de Gedimar, Cristiano Maronna, indicou que seu cliente irá recuar das declarações dadas em depoimento na sexta-feira na Polícia Federal em São Paulo. Segundo Maronna, Gedimar disse que há divergências entre o que aconteceu e as informações que têm sido divulgadas pela imprensa nos últimos dias, mas não entrou em detalhes.- Ele disse que não bate. Ele disse que foi ouvido por mais de dez horas e existem divergências entre o que ele disse e o que está publicado - disse o advogado.Já o advogado do empresário Valdebran Padilha, Luiz Antônio Lourenço da Silva, confirmou que seu cliente foi a São Paulo para receber R$ 1,7 milhão de Gedimar. Ele disse, no entanto, que Valdebran não foi à capital paulista como membro do PT, e sim como amigo da família Vedoin, acusada de chefiar a máfia das ambulâncias. Na versão de Lourenço, o dinheiro serviria para pagar advogados e o tratamento médico de parentes de Luiz Antônio Vedoin.- Ele não foi lá como membro do PT, foi como amigo do Vedoin. Os Vedoin dizem que estão sem dinheiro para pagar advogado e tratamento médico - disse o advogado.Ao ser perguntado sobre o fato de seu cliente estar com uma grande quantidade de dinheiro vivo nas mãos, Lourenço cometeu um ato falho:- Eu também gostaria de andar com um milhão... mas lícito, é claro. Eu não estou dizendo que o dinheiro de meu cliente é ilícito, não sei.O procurador da República Mário Lúcio Avelar confirmou que pediu a prorrogação da prisão temporária de Gedimar, Valdebran e Paulo Roberto por mais cinco dias. O prazo da prisão temporária vence na quarta-feira.

Mais Sobre Política - Nacional

Ministro de Temer fala em 'guerra letal' nas favelas e avisa que 'criança bonitinha' pode virar alvo

Ministro de Temer fala em 'guerra letal' nas favelas e avisa que 'criança bonitinha' pode virar alvo

"Você vê uma criança bonitinha, de 12 anos de idade, entrando em uma escola pública, não sabe o que ela vai fazer depois da escola. É muito complicado

Fachin precisou de 45 minutos para anular julgamento de Lula

Fachin precisou de 45 minutos para anular julgamento de Lula

O intervalo de tempo entre a publicação da decisão do TRF-4, de Porto Alegre, e do ministro Edson Fachin, do STF, que arquivou na noite desta sexta 22

Marco Aurélio diz que prisão de Lula é ilegal

Marco Aurélio diz que prisão de Lula é ilegal

Um dos ministros mais experientes do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio Mello afirmou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está preso il

TRF-4 homologa delação premiada de Palocci à PF

TRF-4 homologa delação premiada de Palocci à PF

Desembargador Gebran Neto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, de Porto Alegre, validou nesta sexta-feira a delação premiada do ex-ministro An