Porto Velho (RO) sábado, 18 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

GABEIRA: 'Votar nulo é entregar o ouro ao bandido'


Hilda Badenes - Agência O Globo RIO - Em entrevista ao GLOBO ONLINE, o deputado Fernando Gabeira (PV-RJ) reconheceu as boas intenções da campanha pelo voto nulo, mas defendeu que o eleitor opte por uma outra forma de protesto. Segundo ele, ao aderir ao movimento, o cidadão pode acabar "entregando o ouro ao bandido".Gabeira explica que esse tipo de campanha, normalmente, é liderada por uma parcela da sociedade mais bem informada e com maior senso crítico, o que pode prejudicar nas urnas o deputado que depende do voto de opinião e ajudar aqueles que precisam do voto clientelista.- São as pessoas mais conscientes e indignadas que vão votar nulo. Os deputados que dependem de opinião pública ficam prejudicados. Já aqueles que dependem de esquemas financeiros e estruturas fisiológicas e clientelistas conseguem sobreviver bem - avalia.

Mais Sobre Política - Nacional

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

BLOG NOCAUTECom informações do Poder 360A Editora Abril, que já foi a maior do Brasil, acumulou dívidas de cerca de R$ 1,6 bilhão. Só na semana passad

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

O jornalista e escritor Palmério Dória denuncia em seu Twitter o cinismo escancarado do Grupo Globo em omitir o que ele chama de 'engenharia do caos';

 Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

O desembargador do TRF-4 Rogério Fraveto, que em 8 de julho determinou a soltura do ex-presidente Lula, decisão que não foi cumprida, disse, em sua de

Grupo Abril pede recuperação judicial

Grupo Abril pede recuperação judicial

O grupo Abril entrou com um pedido recuperação judicial nesta quarta-feira (15); plano de recuperação judicial será mostrado aos credores em até 60 di