Porto Velho (RO) segunda-feira, 20 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

FH ataca 'estagnacionismo' do governo Lula


Ricardo Galhardo e Adauri Antunes Barbosa - Agência O GloboSÃO PAULO - O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso criticou nesta segunda-feira o "estagnacionismo" do país provocado pelo governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva que, segundo ele, só tem retórica e nada na prática. Para o ex-presidente, sem citar o nome, Lula tem "uma falação incessante", ao contrário da ideologia do PSDB. - Nossa ideologia é essa. Uma ideologia de um partido que é transformador e que é contra essa espécie de estagnacionismo, essa coisa que não acontece nada, só palavra, retórica, discurso. Não, tem que ser feito na prática. O Brasil cansou de discurso. Não quero me referir a pessoas, mas é uma falação incessante, sem resultado prático nenhum. O Serra é o oposto disso. É resultado prático, que é o que nós precisamos propor hoje - disse Fernando Henrique, logo depois da posse de José Serra (PSDB) como governador de São Paulo.O ex-presidente tucano, que chegou atrasado à solenidade realizada no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, depois que o Hino Nacional já havia sido executado, explicou a que se referia às críticas de Serra, no seu discurso de posse, à privatização do estado. - Ele não fez crítica nenhuma à privatização. Entenda-se bem o que ele disse. É preciso despetizar o estado, foi o que ele quis dizer. É que houve o setor privado ocupando o Estado e o partido éum setor privado. Isso que ele criticou - disse.FH elogiou Serra e negou que o discurso do governador tenha sido uma espécie de declaração de candidato à Presidência.- Ele não está pensando nisso, não. Está pensando como qualquer brasileiro, nos problemas do Brasil. Tem eleição de prefeito ainda, muita coisa depois. O Serra é um homem responsável, sabe que o momento agora não é de presidente da República, é de governar bem São Paulo. Aí vamos ver mais adiante - disse.

Mais Sobre Política - Nacional

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

BLOG NOCAUTECom informações do Poder 360A Editora Abril, que já foi a maior do Brasil, acumulou dívidas de cerca de R$ 1,6 bilhão. Só na semana passad

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

O jornalista e escritor Palmério Dória denuncia em seu Twitter o cinismo escancarado do Grupo Globo em omitir o que ele chama de 'engenharia do caos';

 Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

O desembargador do TRF-4 Rogério Fraveto, que em 8 de julho determinou a soltura do ex-presidente Lula, decisão que não foi cumprida, disse, em sua de

Grupo Abril pede recuperação judicial

Grupo Abril pede recuperação judicial

O grupo Abril entrou com um pedido recuperação judicial nesta quarta-feira (15); plano de recuperação judicial será mostrado aos credores em até 60 di