Porto Velho (RO) quarta-feira, 14 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Fenaban diz que não há previsão de novas negociações com bancários em greve


Agência O GloboBRASÍLIA - A assessoria da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) informou nesta quinta-feira, primeiro dia da greve nacional dos bancários, que a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) ainda não enviou o documento oficial decretando a greve por tempo indeterminado. Por isso, acrescentou, não existe previsão de novas negociações e nem de data para o fim da greve.A greve nacional foi definida pelos sindicatos em assembléias realizadas na quarta-feira. Nesta quinta-feira, as agências bancárias de 24 estados e do Distrito Federal estavam fechadas. Mas a Fenaban destacou que a população deve procurar os caixas de auto-atendimento e alternativas como o telefone, a internet, casas lotéricas e lojas que tenham convênios com bancos.Entre as reivindicações dos bancários estão um reajuste salarial de 7,05%; parcela de 5% na Participação nos Lucros e Resultados (PLR), mais um salário bruto acrescido de R$ 1.500; melhores condições de trabalho e saúde; ampliação do horário de funcionamento dos bancos; e respeito à jornada de trabalho de seis horas diárias.

Mais Sobre Política - Nacional

JUÍZA SUBSTITUTA DE MORO NEGA PEDIDO DE LULA PARA SER INTERROGADO DE NOVO

JUÍZA SUBSTITUTA DE MORO NEGA PEDIDO DE LULA PARA SER INTERROGADO DE NOVO

A juíza federal substituta Gabriela Hardt negou, nesta terça-feira (13), o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que ele

Bolsonaro anuncia o general Fernando Azevedo e Silva para a Defesa

Bolsonaro anuncia o general Fernando Azevedo e Silva para a Defesa

A pasta seria ocupada inicialmente pelo general Augusto Heleno

Projeto de Mariana Carvalho isenta motorista de novos exames dentro da validade da CNH

Projeto de Mariana Carvalho isenta motorista de novos exames dentro da validade da CNH

O exame tem validade de cinco anos para condutores com menos de 65 anos.

Haddad, Ciro, Boulos e os rumos dos progressistas

Haddad, Ciro, Boulos e os rumos dos progressistas

Haddad, Ciro e Boulos precisam decidir se querem dar um passo em frente ou dois passos atrás.