Porto Velho (RO) quarta-feira, 21 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Ex-prefeito é condenado pela Lei de Responsabilidade Fiscal


Agência O GloboBELO HORIZONTE - O Ministério Público condenou o ex-prefeito de Santana dos Montes, centro de Minas Gerais, por descumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal. Amadeu Gonçalves Ribeiro, que foi prefeito da cidade entre 1997 e 2000, não teria quitado as dívidas de um convênio feito com a Secretaria de Estado da Educação.De acordo com as investigações, o ex-prefeito repassou a dívida para a atual administração. Por causa da falta de pagamento, o município ficou impedido de assinar novos convênios.Amadeu teve os direitos políticos suspensos por cinco anos e recebeu multa de quase R$ 20 mil, valor próximo à dívida. Segundo o Ministério Público, a condenação foi uma das primeiras do país por descumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Mais Sobre Política - Nacional

Sergio Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ

Sergio Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ

O juiz federal Sergio Moro, que assumirá o Ministério da Justiça no próximo governo, confirmou hoje (20) os nomes dos delegados Maurício Valeixo pa

Paulo Guedes quer secretaria de privatizações para acelerar a venda de ativos

Paulo Guedes quer secretaria de privatizações para acelerar a venda de ativos

O futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, pretende criar uma Secretaria de Privatizações no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) par

Haddad vira réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

Haddad vira réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

É a primeira vez que o petista se torna réu em ação criminal

O presidente eleito Jair Bolsonaro diz que soberania e leis do Brasil devem ser respeitadas

O presidente eleito Jair Bolsonaro diz que soberania e leis do Brasil devem ser respeitadas

Em meio a reações como a do governo cubano que decidiu suspender a parceira com o Programa Mais Médicos, o presidente eleito Jair Bolsonaro voltou a