Porto Velho (RO) quarta-feira, 16 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Empresas devem R$ 880 bilhões ao governo


Edla Lula 
Agência Brasil

Brasília - As dívidas de empresas com a Receita Federal, Previdência Social e Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) somam R$ 880 bilhões, quase a totalidade da dívida pública interna, que está em R$ 1,016 trilhão. Na tentativa de recuperar ao menos parte deste valor, o governo federal ofereceu mais uma oportunidade de parcelamento dos débitos.

“Esperamos que a totalidade desses devedores possa aderir ao parcelamento”, disse o secretário-adjunto da Receita Federal, Paulo Renato de Sousa Cardoso. Ele lembrou que das 129 mil empresas que aderiram ao Refis em 2000, apenas 24 mil permaneceram no programa, enquanto o restante foi excluído por deixar de cumprir as regras.

Segundo o secretário, as regras do novo programa de parcelamento, divulgadas hoje (25) no Diário Oficial da União, são mais duras que as do Refis criado em 2000 e do Paes (Parcelamento Especial), lançado em 2003. Dessa forma, segundo disse, a Receita impede a difusão de uma “cultura da sonegação”.

“Sempre defendemos a tese de que cada parcelamento que venha a ocorrer seja menos benéfico que o anterior para evitar essa cultura de que lá na frente eu terei um benefício ainda maior”, disse.

Mais Sobre Política - Nacional

HASTA LA VISTA, BAMBINO

HASTA LA VISTA, BAMBINO

Césare Battisti buscou a proteção de Evo Morales, seu aliado de esquerda.

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

O governo federal vai fazer uma auditoria em 2 milhões de benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que têm indícios de irregul