Porto Velho (RO) domingo, 19 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Em 5 anos, declarações em malha geraram mais de R$ 3 bi em autuações


Agência O Globo BRASÍLIA - Desde 2002, a Receita Federal autuou 857 mil contribuintes por irregularidade nas declarações do Imposto de Renda da Pessoa Física. O valor das autuações - que inclui imposto devido, além de juros e multas - totaliza R$ 3,188 bilhões no período.- Ao contrário do que pensam alguns contribuintes, a declaração só é retida em malha quando há suspeita de irregularidades graves ou tentativas de fraudes. Esse é o dever da Receita, sob pena de o órgão cometer crime contra o Estado ao liberar declarações com irregularidades - afirma o secretário-adjunto Paulo Ricardo de Souza Cardoso.O secretário-adjunto ressalta que a maioria dos problemas constatados na declaração é solucionada pela própria Receita. A cada ano, em média, são retidas 7% das declarações, a grande maioria delas liberada do processamento no período de um ano. Do exercício de 2005, por exemplo, apenas 12,3% das declarações retidas continuam em malha. As declarações retidas há mais de um ano representam um universo muito pequeno. É o caso das declarações entregues em 2002, cujo percentual ainda em malha não chega a 1% do total das declarações inicialmente retidas para verificações.A Receita esclarece que esse pequeno percentual de declarações de anos anteriores, ainda retidas em malha, refere-se a casos mais complicados, que geralmente estão sendo objeto de verificações complementares por parte da fiscalização. Nos últimos anos, a maior parte das declarações retidas para análise apresenta problemas de omissão de receitas, auferidas pelo próprio contribuinte ou por seus dependentes. Os casos em que as fontes pagadoras não informam à Receita os totais retidos de seus empregados ou deixam de recolher os valores descontados na fonte recebem atenção especial da fiscalização.

Mais Sobre Política - Nacional

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

BLOG NOCAUTECom informações do Poder 360A Editora Abril, que já foi a maior do Brasil, acumulou dívidas de cerca de R$ 1,6 bilhão. Só na semana passad

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

O jornalista e escritor Palmério Dória denuncia em seu Twitter o cinismo escancarado do Grupo Globo em omitir o que ele chama de 'engenharia do caos';

 Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

O desembargador do TRF-4 Rogério Fraveto, que em 8 de julho determinou a soltura do ex-presidente Lula, decisão que não foi cumprida, disse, em sua de

Grupo Abril pede recuperação judicial

Grupo Abril pede recuperação judicial

O grupo Abril entrou com um pedido recuperação judicial nesta quarta-feira (15); plano de recuperação judicial será mostrado aos credores em até 60 di