Porto Velho (RO) sexta-feira, 18 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Discurso de posse do segundo mandato deve ter menos brilho que o de 2003


Maria Lima - Agência O GloboBRASILIA - Não é só a chuva que tira o brilho da posse do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para seu segundo mandato. Sem o clima de lua de mel com a população que marcou a primeira posse, o discurso de hoje no Congresso deve fugir de temas como o combate à corrupção, reformas e mudanças do modelo econômico. No discurso de quatro anos atrás, Lula usou a palavra mudança 12 vezes, no sentindo de que era a palavra chave para marcar o início de uma nova era na administração do Brasil. "Mudança: esta é a palavra chave, esta foi a grande mensagem da sociedade brasileira nas eleições de outubro. A esperança, finalmente, venceu o medo e a sociedade brasileira decidiu que estava na hora de trilhar novos caminhos", disse Lula em 2003.A sua obsessão no primeiro mandato, prometeu, seria a geração de empregos, além da retomada do crescimento e do combate à fome através das reformas tributária, da Previdência, trabalhista, reforma política, e reforma agrária. Nenhuma dessas reformas saiu do papel. Depois da reeleição, Lula tem falado muito em reforma política, mas não tem sido enfático em relação às demais.O combate à corrupção foi outro tema central do primeiro discurso. Lula prometeu que o combate à corrupção e a defesa da ética no trato da coisa pública seriam objetivos centrais e permanentes de seu governo. O que se viu meses depois foi a desmontagem de um dos maiores esquemas de corrupção implantados no país, envolvendo órgãos da administração como os Correios, Caixa Econômica e Banco do Brasil. O Brasil ficou conhecendo o valerioduto e o mensalão."É preciso enfrentar com determinação e derrotar a verdadeira cultura da impunidade que prevalece em certos setores da vida pública. Não permitiremos que a corrupção, a sonegação e o desperdicio continuem privando a população de recursos que são seus e que tanto poderiam ajudar na sua dura luta pela sobreviviência", prometeu Lula há quatro anos.

Mais Sobre Política - Nacional

HASTA LA VISTA, BAMBINO

HASTA LA VISTA, BAMBINO

Césare Battisti buscou a proteção de Evo Morales, seu aliado de esquerda.

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

O governo federal vai fazer uma auditoria em 2 milhões de benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que têm indícios de irregul