Porto Velho (RO) sábado, 20 de abril de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Dinheiro do ProUni deveria ir para faculdades públicas, defende presidente do Andes


Agência O GloboBRASÍLIA - O presidente do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes), Paulo Rizzo, defendeu neste sábado, em entrevista à Agência Brasil, que o governo federal deveria fortalecer a rede pública de ensino superior em vez de promover o acesso da população às universidades privadas.- Hoje, em torno de 50% da oferta de vagas das instituições privadas não são preenchidas, então este setor recorre ao Estado solicitando medidas para garantir o seu mercado. Aconteceu com o ProUni (Programa Universidade Para Todos), e está ocorrendo com o Fies (Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior). É uma intervenção do Estado para resolver um problema do setor privado. Basta ler o projeto de lei da reforma da educação superior que se vê o aumento das facilidades para o setor privado - afirmou.O ProUni concede bolsas parciais ou integrais em instituições de ensino superior privadas a estudantes de baixa renda. O Fies é um programa que financia 50% do valor das mensalidades de estudantes matriculados em instituições privadas.Estudantes poderão aderir ao Fies com juro zero O governo anunciou esta semana que estudantes dos cursos de licenciatura, pedagogia, normal superior e de tecnologia vão poder aderir ao Fies com juro real zero, pagando apenas o preço da mensalidade corrigido pela inflação. Os juros dos demais alunos serão reduzidos de 9% para 6,5% ao ano.- Os estudantes têm um ganho significativo com isso, mas talvez pudessem estar em instituições públicas - disse Rizzo. O presidente da Andes alertou que é preciso cuidado na avaliação para a criação de novas instituições de ensino superior públicas.- Criar novos cursos, novas universidades, é uma coisa rápida. Agora, temos que acompanhar o crescimento delas. A partir do segundo semestre, um curso começa a exigir cada vez mais profissionais. Se, desde o início, a instituição não estiver preparada para crescer, vai ser uma bolha, que vai explodir lá na frente - avaliou.MEC rebate críticasEm nota, o Ministério da Educação rebateu as críticas do presidente da Andes. Segundo o MEC, "a preocupação com a contratação de professores para as novas instituições de ensino superior é constante" e "novos cargos poderão ser criados tão logo seja constatada a demanda".Sobre o ProUni, o ministério afirmou que o programa distribuiu mais de 200 mil bolsas para estudantes da rede particular e que não tem como objetivo "socorrer instituições em dificuldades financeiras".

Mais Sobre Política - Nacional

Decreto de Jair Bolsonaro extingue centenas de canais de participação social em políticas públicas

Decreto de Jair Bolsonaro extingue centenas de canais de participação social em políticas públicas

No pacote divulgado ontem (11) para marcar os 100 dias de governo, o presidente Jair Bolsonaro assinou o Decreto 9.759, que pretende diminuir de 700 p

Senador Confúcio Moura faz intervenção e ministro da Saúde manterá tratamento de saúde especial aos indígenas

Senador Confúcio Moura faz intervenção e ministro da Saúde manterá tratamento de saúde especial aos indígenas

Diversas lideranças indígenas procuraram os vereadores Joveci do Pacarana (PSDB) e Adão Salvatico (PRB), em Espigão do Oeste, para tentar impedir a ex

Violência Doméstica contra mulher pode implicar em indenização

Violência Doméstica contra mulher pode implicar em indenização

Mulheres vítimas de violência doméstica estão mais perto de conquistar direito à indenização por danos morais. Pelo texto do Projeto de Lei 1380/19, q

O presidente Jair Bolsonaro admite: Pressão derrota Capitalização na Previdência

O presidente Jair Bolsonaro admite: Pressão derrota Capitalização na Previdência

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que o regime de capitalização, um dos pilares da proposta de reforma da Previdência idealizada pelo ministro da Ec