Porto Velho (RO) sábado, 2 de julho de 2022
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Dilma volta a criticar “boataria” contra sua candidatura


 

Bruno Bocchini
Agência Brasil

Aparecida (SP) – A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, voltou a criticar hoje (11) a criação de boatos contra a sua candidatura. Dilma disse que os boatos estão sendo usados como tática eleitoral e pretendem gerar ódio contra ela. Atitude que classificou como “imperdoável”.

“Eu acho que tudo isso configura uma tentativa de fazer política com métodos que eu repudio. Eu, quando faço crítica, faço cara a cara. Eu considero que isso é muito ruim politicamente porque esse é um pais que não conhece o ódio, nem de etnia, nem de religião, nem cultural”, disse a candidata, após participar de uma missa na Basílica de Nossa Senhora de Aparecida, no Vale do Paraíba.

“Instigar o ódio por razões eleitorais é imperdoável, porque fere um princípio de convivência que nos é essencial, e que deve ser muito caro para cada um de nós”, disse. Dilma falou ainda que permaneceu calada diante dos boatos por vários meses, mas que decidiu expôr a prática publicamente quando se deu conta da dimensão que estavam tomando. “Eu passei muito tempo calada. Quando eu vi o tamanho que tinha tomado essa central organizada de boatos, eu resolvi tornar isso público e compartilhar com a população”.

Quando perguntada se era devota de Nossa Senhora Aparecida e se não estaria usando como palanque eleitoral a festa comemorativa da Padroeira do Brasil, Dilma disse ser devota, mas que desautorizava as pessoas a fazer qualquer juízo sobre suas crenças. “Eu acho que ninguém tem o direito de dizer qual é a minha crença . Ninguém tem o direito de fazer isso. Quem pode julgar sobre crença religiosa é Deus. Eu tive um processo recente e esse processo me fez retomar várias coisas que estavam dentro de mim. E essas questões dizem respeito a mim. E eu não autorizo, legitimo ninguém. E acho isso o cúmulo do preconceito”, afirmou.

A candidata ainda disse que nunca havia estado na basílica antes e que preferia ser recatada nas questões religiosas. “Eu nunca tinha vindo aqui a Aparecida. Mas eu tenho uma devoção especial por Nossa Senhora, especialmente por Nossa Senhora Aparecida por causa de circunstâncias da minha vida. Mas prefiro não falar. Prefiro sempre ter essa manifestação mais recatada”.

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu