Porto Velho (RO) quinta-feira, 19 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Dilma se reúne dia 31 com Cristina Kirchner


 
Renata Giraldi
Agência Brasil

Brasília – A presidenta Dilma Rousseff desembarca no próximo dia 31 em Buenos Aires para a primeira viagem ao exterior desde que assumiu o governo no último dia 1º. Já há uma reunião marcada com a presidenta da Argentina, Cristina Kirchner, de acordo com autoridades argentinas. Antes, no dia 10, o ministro das Relações Exteriores do Brasil, Antonio Patriota, conversa com Cristina Kirchner e o chanceler argentino, Héctor Timerman.

As informações são da agência oficial de notícias da Argentina, a Telam. A agenda preliminar de Dilma indica que a presidenta também deverá ir ao Peru, em fevereiro, e ao Uruguai em março. A política regional na América do Sul e no Caribe será uma das prioridades da área externa neste governo, de acordo com Patriota.

Na Argentina, o chanceler do país afirmou afirmou que as negociações na área comercial devem predominar nas conversas entre Cristina Kirchner e Dilma. “[Os dois governos vão trabalhar para] superar os desequilíbrios comerciais", disse Timerman, que faz uma viagem a vários países do Golfo Pérsico.

O embaixador da Argentina no Brasil, Juan Pablo Lohlé, disse que a tendência é que a conversa entre as duas presidentas resulte em definições que levem “à continuidade em certas coisas e a mudanças em outros", mas não detalhou essas discussões.

"Em Buenos Aires houve alguns que criticaram a presidenta [brasileira] que, em seu discurso, não mencionou a Argentina. Mas eu acho que essa é a melhor resposta [a visita de Dilma a Buenos Aires]. É a resposta mais concreta, que está mostrando que a Argentina está na agenda de prioridade de Dilma Rousseff, a conclusão estará na próxima viagem ao nosso país", disse Lohlé.

Ainda este semestre, Dilma pretende ir aos Estados Unidos para a primeira reunião com o presidente norte-americano, Barack Obama. Também está prevista a ida à Bulgária, em uma visita que deve ser mais afetiva do que política, pois lá estão os parentes do pai da presidenta, Petar Rousseff, que migrou para o Brasil.

Mais Sobre Política - Nacional

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Implacável para condenar lideranças do PT na República de Curitiba, a Justiça brasileira não mostra o mesmo furor para investigar e julgar os tucanões

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que o anúncio da liberação de saques das contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviç