Porto Velho (RO) domingo, 15 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Dilma reserva domingo para se dedicar à política externa



Renata Giraldi e Luciana Lima
Agência Brasil

Brasília – A presidenta Dilma Rousseff decidiu que o primeiro de trabalho como chefe de Estado será dedicado à política externa. Em pouco mais de três horas e meia, ela receberá, na manhã de hoje (2) no Palácio do Planalto, dois presidentes, três primeiros-ministros, o príncipe Felipe de Bórbon, da Espanha, e Taro Aso, ex-primeiro-ministro do Japão. Paralelamente, o novo ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, reúne-se com chanceleres estrangeiros.

Com o presidente do Uruguai, José Mujica, Dilma deverá reiterar a meta de ampliar e intensificar as relações regionais, segundo assessores. Como a presidenta, Mujica tem um passado de militância política ativa no combate à ditadura militar. Estava previsto, para esta manhã, um encontro de Dilma com o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, mas ele antecipou o embarque para ontem (1º) à noite.

O presidente da Autoridade Nacional Palestina, Mahmoud Abbas, esteve no último dia 31 com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e agradeceu o apoio dado por ele ao reconhecimento do Estado Palestino. Abbas escolheu Brasília para sediar a primeira embaixada da Palestina em terreno próprio. Na conversa com Dilma, a expectativa, segundo diplomatas, é que Abbas reitere o pedido de apoio à questão palestina.

Na lista de audiências da presidenta neste domingo estão os primeiros-ministros de Cuba, José Ramón Machado Ventura, da Coreia, Kim Hwang-Sik, e de Portugal, José Sócrates, além do ex-primeiro-ministro do Japão Taro Aso e do príncipe Felipe da Espanha. Ventura e Sócrates também estiveram com Lula na semana passada.

Sócrates defendeu que o Brasil ocupe uma cadeira no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU). Ele disse que acompanhou a “transformação” que o Brasil viveu nos oito ano do governo Lula e que, ao mudar o país, “mudou também a visão do mundo sobre o Brasil”.

Nos últimos dois dias, o novo chanceler já conversou com o ministro da Defesa da França, Alain Juppé, sobre a compra dos 36 aviões caças que o Brasil pretende comprar - a França disputa a venda com a Suécia e os Estados Unidos. Em novembro, Lula e o presidente francês, Nicolas Sarkozy, assinaram um acordo de defesa estratégica incluindo a compra de helicópteros e submarinos convencionais e de energia nuclear.

Patriota se reúne hoje à tarde com o chanceler da Argentina, Héctor Timerman. No encontro, deles deverão rever os principais temas da relação entre os dois países. Timerman disse que quer sugerir a realização de uma reunião em Buenos Aires, já no primeiro trimestre de 2011.


 

Mais Sobre Política - Nacional

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Implacável para condenar lideranças do PT na República de Curitiba, a Justiça brasileira não mostra o mesmo furor para investigar e julgar os tucanões

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que o anúncio da liberação de saques das contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviç