Porto Velho (RO) sexta-feira, 18 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Dez mil objetos de vítimas do vôo 1907 começam a ser entregues


Catarina Alencastro - Agência O GloboBRASÍLIA - Em torno de 10 mil objetos dos 154 passageiros e tripulantes do vôo Gol 1907, que caiu no Mato Grosso em 29 de setembro, começarão a ser devolvidos na próxima semana às famílias pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT). Segundo o promotor Diaulas Costa Ribeiro, responsável pelo processo de devolução, o objetivo da entrega é "afetiva", já que a maioria dos objetos está destruída. O material foi recolhido pelo Comando da Aeronáutica e entregue à Gol, que, por sua vez, encaminhou-o ao MP.- É impossível que as malas tenham sido encontradas fechadas. Não tem nada íntegro. Tudo o que foi encontrado está inutilizado, deteriorado, sem condição de uso. A devolução será feita por razão sentimental - disse o promotor.Entre os pertences encontrados, estão dezenas de laptops, 150 pares de meias, 100 pares de sapatos, documentos, roupas, brinquedos e dois telefones celulares. Segundo Ribeiro, os celulares e cinco ou seis relógios da marca Dumont, que teriam sido comprados recentemente, estão em condições de uso. Todos os objetos foram limpos e passaram por um processo de descontaminação para retirada de resíduos da fauna local, principalmente fungos.Há objetos identificados como pertencentes a 108 passageiros, entre eles documentos, livros com a assinatura do dono, eletrônicos e roupas (principalmente de militares) com nomes gravados. Todas as famílias começaram a ser contatadas pelo MP na quinta-feira e começarão a receber os itens a partir da próxima segunda-feira. Os familiares dirão se querem ou não receber o material, que será encaminhado pelos Correios ao familiar autorizado a receber o seguro do acidente. O promotor tem todas as 154 certidões de óbito e, entre as famílias que não acessaram o seguro, será consultado o familiar registrado como primeiro herdeiro.- Estamos enviando cartas e e-mails para todas as famílias e preparando as famílias para receber esse material pelo correio. Só as famílias que quiserem irão receber. Aquelas que não quiserem, não vão receber - disse Ribeiro.Há entre os objetos dezenas de meias pretas e brancas e outros itens que não tiveram seus donos identificados. Esses, foram fotografados e as imagens serão enviadas, via e-mail, às famílias para que estas ajudem na classificação. Aqueles que sobrarem, que não tiverem sido reclamados ou que tiverem sido rejeitados pelas famílias serão doados, entre os que tiverem utilidade. Os demais, serão destruídos. A família terá 60 dias, a partir da notificação, para se manifestar sobre a intenção de receber ou não o objeto.O material está armazenado em um galpão do Aeroporto Internacional de Brasília e, de acordo com o MP, não será, em hipótese alguma, entregue pessoalmente. As famílias devem entrar em contato com o Ministério Público pelo e-mail informegol@mpdft.gov.br

Mais Sobre Política - Nacional

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que