Porto Velho (RO) terça-feira, 26 de maio de 2020
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Declarações de Lula vão acirrar campanha, diz oposi


Alan Grip - Agência O Globo BRASÍLIA - As estocadas dadas no final de semana pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva na oposição deverão aumentar a agressividade do programa de TV do candidato do PSDB à sucessão presidencial, Geraldo Alckmin. O coordenador da campanha tucana, senador Sérgio Guerra (PSDB-PE), afirmou neste domingo ao jornal "O Globo" que nenhuma acusação de Lula ficará sem resposta no horário eleitoral gratuito, que começa nesta terça-feira. Guerra, no entanto, disse que o programa não pretende abaixar o nível do debate. - A agressividade do presidente será crescente e não vamos deixar acusação sem resposta. Mas também não seremos puxados para o debate do argumento de bandido, do "eu $roubando, mas antes de mim também havia irregularidade". Isso não é defesa de gente honesta - criticou Guerra. Outros integrantes da oposição também reagiram duramente às declarações de Lula em Salvador, onde o presidente criticou a imunidade parlamentar, ao dizer que é achincalhado sem poder reagir. Lula também chamou a oposição de "direita raivosa". Líder do PFL no Senado, José Agripino Maia, disse que o comportamento do presidente vai acirrar mais a campanha. - Esse comportamento prepotente estimula uma campanha radical. A oposição terá que reagir para colocar Lula em seu lugar. Ele está se julgando eleito e assinalando que seu governo apontará para o chavismo - disse Agripino, comparando Lula ao presidente da Venezuela, Hugo Chávez. Em São Paulo, o candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin, criticou neste domingo o presidente por sua decisão de faltar ao debate desta segunda-feira, entre os candidatos, na TV Bandeirantes, a partir das 22h, ao qual deverão comparecer, além do tucano, Heloisa Helena (PSOL), Cristovam Buarque (PDT), José Maria Eymael (PSDC) e Luciano Bivar (PSL). - Tenho a impressão de que ele (Lula) gosta de monólogo, mas não de debate. Acho que cabe ao eleitor julgar aqueles que se recusam a participar de debates como o de amanhã (segunda-feira) - afirmou Alckmin. - Não vou participar do debate. Falei com Jonny Saad (dono da Bandeirantes) e disse a ele que sou presidente e candidato. E é preciso preservar a instituição da Presidência e isso está acima de ser candidato - justificou Lula. O ex- presidente Fernando Henrique Cardoso também não participou de debates quando se candidatou à reeleição em 1998 e foi criticado por adversários, inclusive Lula.

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu