Porto Velho (RO) quinta-feira, 17 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Declaração de isento precisa ser entregue até o dia 30


Martha Beck - Agência O GloboBRASÍLIA - As pessoas físicas que tiveram rendimentos de até R$ 13.968 no ano passado têm até a próxima quinta-feira (dia 30) para entregar a Declaração de Isento à Receita Federal. Quem não fizer o acerto de contas com o Leão poderá ficar com o Cadastro da Pessoa Física (CPF) em situação pendente. Sem o CPF, o contribuinte não pode abrir empresas, obter empréstimos, participar de concursos públicos, tirar passaporte, receber aposentadoria ou prêmios de loteria.Segundo o Fisco, 49 milhões de declarações já foram entregues este ano, mas a expectativa é de que esse número chegue a 63 milhões. Em 2005, 61 milhões de pessoas físicas apresentaram o documento à Receita. Quem não entrega a declaração de isento num ano fica com o CPF pendente, mas depois de dois anos, o cadastro é suspenso.A declaração pode ser feita em casas lotéricas, no Banco do Brasil e nos correspondentes bancários da Caixa e BB. Nesses locais é preciso pagar uma taxa de R$ 1,00. O documento também pode ser entregue nos Correios, ao custo de R$ 2,40, ou pela internet na página da Receita.

Mais Sobre Política - Nacional

HASTA LA VISTA, BAMBINO

HASTA LA VISTA, BAMBINO

Césare Battisti buscou a proteção de Evo Morales, seu aliado de esquerda.

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

O governo federal vai fazer uma auditoria em 2 milhões de benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que têm indícios de irregul