Porto Velho (RO) terça-feira, 13 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Crianças são alvo frágil de publicidade de bebidas alcoólicas


Representantes de mais de 10 ministérios e secretarias reuniram-se em Brasília, para discutir a regulamentação da publicidade de bebidas alcoólicas."Não temos poder para determinar a proibição, mas todos os indicadores ligados ao álcool são péssimos", diz Maria José Delgado, gerente de propaganda da Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

De acordo com levantamento feito pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), o brasileiro começa a beber pouco depois de completar 12 anos. A instituição, que tem um ambulatório dedicado exclusivamente ao atendimento de adolescentes alcoólatras, afirma que a publicidade bilionária da industria do álcool conquista adeptos cada vez mais cedo.

De acordo com Ilana Pinsky, psicóloga da Unifesp, o alcoolismo é um problema cada vez mais freqüente entre os jovens. Segundo ela, a publicidade explica o aumento do consumo. "Existe uma crença de que não podemos nos divertir sem álcool", diz. "A propaganda sempre o relaciona a humor e alegria".

Fonte: ANDI - (Jornal do Brasil – RJ, Renato Grandelle e Monique Cardoso)


 

Mais Sobre Política - Nacional

JUÍZA SUBSTITUTA DE MORO NEGA PEDIDO DE LULA PARA SER INTERROGADO DE NOVO

JUÍZA SUBSTITUTA DE MORO NEGA PEDIDO DE LULA PARA SER INTERROGADO DE NOVO

A juíza federal substituta Gabriela Hardt negou, nesta terça-feira (13), o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que ele

Bolsonaro anuncia o general Fernando Azevedo e Silva para a Defesa

Bolsonaro anuncia o general Fernando Azevedo e Silva para a Defesa

A pasta seria ocupada inicialmente pelo general Augusto Heleno

Projeto de Mariana Carvalho isenta motorista de novos exames dentro da validade da CNH

Projeto de Mariana Carvalho isenta motorista de novos exames dentro da validade da CNH

O exame tem validade de cinco anos para condutores com menos de 65 anos.

Haddad, Ciro, Boulos e os rumos dos progressistas

Haddad, Ciro, Boulos e os rumos dos progressistas

Haddad, Ciro e Boulos precisam decidir se querem dar um passo em frente ou dois passos atrás.