Porto Velho (RO) terça-feira, 13 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

CPI desconfia do envolvimento de governadores


Agência O GloboBRASÍLIA - A CPI das Sanguessugas quer ouvir o empresário Luiz Antônio Vedoin para esclarecer suspeitas de envolvimento dos governadores de Piauí e do Mato Grosso do Sul com a máfia das ambulâncias. Segundo integrantes da Comissão, assessores diretos dos governadores teriam sido citados pelo pai de Luiz Antônio, Darcy José Vedoin, no depoimento em Cuiabá.- Ele tem citações de transações que foram negociadas por assessores em nome do Estado do Piauí e do Mato Grosso do Sul, que envolve o envolvimento dos mesmos. Nós estamos checando as informações e vai ser importante a presença do Luiz Antônio inclusive para poder tirar essas dúvidas até que grau de comprometimento os assessores envolviam os governadores - disse um dos integrantes da Comissão, deputado Júlo Delgado (PSB-MG).Em nota oficial, o governo de Mato Grosso do Sul negou qualquer envolvimento com a máfia das sanguessugas e afirmou que todas as compras feitas no estado foram através do sistema de pregão eletrônico. O governo do Piauí ainda não se manifestou sobre o assunto

Mais Sobre Política - Nacional

JUÍZA SUBSTITUTA DE MORO NEGA PEDIDO DE LULA PARA SER INTERROGADO DE NOVO

JUÍZA SUBSTITUTA DE MORO NEGA PEDIDO DE LULA PARA SER INTERROGADO DE NOVO

A juíza federal substituta Gabriela Hardt negou, nesta terça-feira (13), o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que ele

Bolsonaro anuncia o general Fernando Azevedo e Silva para a Defesa

Bolsonaro anuncia o general Fernando Azevedo e Silva para a Defesa

A pasta seria ocupada inicialmente pelo general Augusto Heleno

Projeto de Mariana Carvalho isenta motorista de novos exames dentro da validade da CNH

Projeto de Mariana Carvalho isenta motorista de novos exames dentro da validade da CNH

O exame tem validade de cinco anos para condutores com menos de 65 anos.

Haddad, Ciro, Boulos e os rumos dos progressistas

Haddad, Ciro, Boulos e os rumos dos progressistas

Haddad, Ciro e Boulos precisam decidir se querem dar um passo em frente ou dois passos atrás.