Porto Velho (RO) sexta-feira, 18 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Correção da tabela do IRPF aprovada no Orçamento custará R$ 210 mi a mais


Regina Alvarez - Agência O GloboBRASÍLIA - O Senado aprovou no final da manhã desta sexta feira o Orçamento para 2007 com a previsão de arrecadar R$ 600 bilhões. À noite, a Medida Provisória 328, na qual foi incluída a correção da tabela do Imposto de Renda das Pessoas Físicas (IRPF) no percentual de 4,5%, em 2007 também foi aprovada. O custo adicional dessa correção no próximo ano será de R$ 210 milhões, já que a proposta do Orçamento previa a correção da tabela em 3%.O percentual havia sido acordado algumas horas antes entre o governo e as centrais sindicais. Com a correção da tabela, que valerá para os quatro anos do segundo mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o limite de isenção no salário do trabalhador passará de R$ 1.257,12 para R$ 1.313,69.Segundo especialistas, cada um ponto percentual de correção na tabela do IR representa uma perda de arrecadação de R$ 280 milhões ao ano para a Receita Federal. As centrais sindicais negociaram a correção da tabela do Imposto de Renda ao mesmo tempo em que acordaram o novo valor do salário mínimo.

Mais Sobre Política - Nacional

HASTA LA VISTA, BAMBINO

HASTA LA VISTA, BAMBINO

Césare Battisti buscou a proteção de Evo Morales, seu aliado de esquerda.

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

O governo federal vai fazer uma auditoria em 2 milhões de benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que têm indícios de irregul