Porto Velho (RO) sexta-feira, 18 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Controladores do Rio e de Brasília entram em estado de greve


Agência O GloboRIO - Os controladores de tráfego aéreo estão em estado de greve. A decisão, tomada em assembléia geral, foi anunciada no Rio de Janeiro. A reunião durou mais de duas horas e os controladores de vôo do Rio de Janeiro vão permanecer em estado de greve por 15 dias. A decisão não deve atrapalhar o funcionamento dos aeroportos. Os controladores querem que o setor deixe de pertencer à Aeronáutica e exigem aumento salarial.A decisão vai ser seguida pelos controladores de Brasília, segundo o presidente nacional do Sindicato dos controladores de vôo. O estado de greve significa que os trabalhadores do setor estão mobilizados e podem convocar uma nova assembléia a qualquer momento.Mas o presidente nacional do Sindicato dos controladores de vôo garantiu que não haverpa paralisação durante a Semana Santa. Segundo ele, a crise atual foi causada por uma atitude desesperada dos militares, que "foram esquecidos pelo governo e pressionados pelo comando da Aeronáutica".

Mais Sobre Política - Nacional

HASTA LA VISTA, BAMBINO

HASTA LA VISTA, BAMBINO

Césare Battisti buscou a proteção de Evo Morales, seu aliado de esquerda.

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

O governo federal vai fazer uma auditoria em 2 milhões de benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que têm indícios de irregul