Porto Velho (RO) quarta-feira, 14 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Concorrência com asiáticos deve gerar mais demissões no setor automotivo


Plínio Teodoro -Agência O GloboSÃO PAULO - A chegada de veículos produzidos por montadoras asiáticas, especialmente as chinesas, pode gerar uma nova onda de demissões no setor automotivo brasileiro. A análise é de um dos principais executivos do setor no país. Ray Young, presidente da General Motors do Brasil, afirmou hoje que o problema da VolksWagen é especial, mas as montadoras brasileiras devem se reestruturar para competir com os veículos produzidos na Ásia.- Acho que a Volks tem um problema especial, único, mas é claro que no futuro com a chegada dos concorrentes chineses, asiáticos toda nossa indústria precisa tomar ações para reduzir nosso custo e assegurar competitividade - disse Ray.O executivo afirma que existem rumores que uma montadora chinesa tem planos de vender um carro com preço de R$ 20 mil no Brasil. Para ele, isto representa uma grande vantagem de custo da China em relação às montadoras brasileiras e que, baseado na experiência da GM no país asiático, este custo deve reduzir ainda mais no futuro.- Nós precisamos analisar nosso processo de produção para assegurar um conceito de lean production (enxugamento). Precisamos analisar custos de logística, componentes e peças para nossos carros. Efetivamente nós precisamos analisar nosso dial team (equipe) para reduzir todos os nossos custos e assegurar competitividade - disse.Segundo Ray, a GM já iniciou o processo de reestruturação da empresa no Brasil.- Nós reduzimos um turno de produção em nossa fábrica em São José dos Campos. Terminamos o processo no fim de julho e praticamente 900 pessoas sairam da empresa - assinalou.Para ele, somente o aumento do consumo no mercado interno deve preservar os empregos no setor e que para haver este aumento é necessário que o país cresça, no mínimo, 5% ao ano durante cinco anos.- Para preservar empregos no Brasil, com este nível da taxa de câmbio, nós precisamos crescer o mercado interno significativamente. O crescimento do PIB em 5% é fundamental para manter empregos na indústria automotiva_ concluiu o executivo - acrescentou.

Mais Sobre Política - Nacional

JUÍZA SUBSTITUTA DE MORO NEGA PEDIDO DE LULA PARA SER INTERROGADO DE NOVO

JUÍZA SUBSTITUTA DE MORO NEGA PEDIDO DE LULA PARA SER INTERROGADO DE NOVO

A juíza federal substituta Gabriela Hardt negou, nesta terça-feira (13), o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que ele

Bolsonaro anuncia o general Fernando Azevedo e Silva para a Defesa

Bolsonaro anuncia o general Fernando Azevedo e Silva para a Defesa

A pasta seria ocupada inicialmente pelo general Augusto Heleno

Projeto de Mariana Carvalho isenta motorista de novos exames dentro da validade da CNH

Projeto de Mariana Carvalho isenta motorista de novos exames dentro da validade da CNH

O exame tem validade de cinco anos para condutores com menos de 65 anos.