Porto Velho (RO) domingo, 24 de junho de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Com R$ 1,5 milhão do agronegócio, senador tem campanha mais cara do Centro-Oeste


Agência O GloboBRASÍLIA - Doações de empresas agrícolas e bancos permitiram ao ex-governador goiano Marconi Perillo (PSDB) a campanha mais cara do Centro-Oeste para uma vaga no Senado. Dos R$ 3,5 milhões que declarou à Justiça Eleitoral, Perillo arrecadou R$ 1,5 milhão junto a empresas do agronegócio.Uma das maiores doações individuais (R$ 230 mil) veio da Mitsubishi, fábrica japonesa de caminhonetes, que possui unidade em Catalão, interior goiano. Para instalar-se na região, a fábrica recebeu uma isenção, por 30 anos, de 70% do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).Os bancos também contribuíram com a candidatura de Perillo. Itaú e BMG doaram R$ 150 mil cada um. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) deu R$ 50 mil para a campanha de Perillo para senador. Em 2001, a CBF foi investigada por duas comissões parlamentares de inquérito (CPIs) na Câmara e no Senado.

Mais Sobre Política - Nacional

Ministro de Temer fala em 'guerra letal' nas favelas e avisa que 'criança bonitinha' pode virar alvo

Ministro de Temer fala em 'guerra letal' nas favelas e avisa que 'criança bonitinha' pode virar alvo

"Você vê uma criança bonitinha, de 12 anos de idade, entrando em uma escola pública, não sabe o que ela vai fazer depois da escola. É muito complicado

Fachin precisou de 45 minutos para anular julgamento de Lula

Fachin precisou de 45 minutos para anular julgamento de Lula

O intervalo de tempo entre a publicação da decisão do TRF-4, de Porto Alegre, e do ministro Edson Fachin, do STF, que arquivou na noite desta sexta 22

Marco Aurélio diz que prisão de Lula é ilegal

Marco Aurélio diz que prisão de Lula é ilegal

Um dos ministros mais experientes do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio Mello afirmou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está preso il

TRF-4 homologa delação premiada de Palocci à PF

TRF-4 homologa delação premiada de Palocci à PF

Desembargador Gebran Neto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, de Porto Alegre, validou nesta sexta-feira a delação premiada do ex-ministro An