Porto Velho (RO) domingo, 24 de março de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Com menos trigo, macarrão deve ficar 10% mais caro em outubro


Agência O GloboSÃO PAULO - De acordo com a Associação Brasileira das Indústrias de Massas Alimentícias (Abima), o preço do macarrão deve aumentar 10% até o fim do mês de outubro. O consumidor pode começar a sentir o peso do reajuste no bolso na primeira quinzena do mês.De acordo com a presidente da Abima, Eliane Kay, o aumento dos preços ocorrerá porque há pouca oferta de trigo no mercado interno, o que fez com que a farinha sofresse reajuste. Como o macarrão é feito basicamente de farinha de trigo e água, segundo Eliane, não há como não repassar o reajuste para o consumidor.- Houve redução da área plantada nessa colheita, porque os preços do trigo estavam baixos no mercado internacional no ano passado - afirma Eliane.Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a safra de trigo deve ter queda de 27, 6% em relação a 2005.Os brasileiros consomem cerca de 10 milhões de toneladas de trigo por ano. A previsão é de que em 2006 sejam produzidas apenas 3,37 milhões de toneladas. O restante será importado, principalmente da Argentina, que detém mais de 90% das compras brasileiras de trigo.- A Argentina enfrentou problemas na safra e provavelmente não terá condições de atender a toda demanda brasileira - prevê a presidente da Abima.Com isso, o preço da farinha de trigo sofrerá maior pressão, pois o país passará a importar dos EUA e Canadá. Como esses países não fazem parte do Mercosul, o preço do trigo é mais alto, pois há a imposição de impostos que não são cobrados nas transações com a Argentina.A falta de trigo já foi responsável por um aumento no preço do macarrão de 3% a 4% neste ano, de acordo com Eliane.O aumento da farinha não deve chegar aos pães. O presidente do Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria (Sindipan), Antero José Pereira, descarta a possibilidade de reajuste no preço do pãozinho francês, que custa atualmente, em média, R$ 0,27, na Capital.- Não teremos aumento por conta disso nesse momento - afirma.

Mais Sobre Política - Nacional

Câmara dos Deputados: CCJC aprova projeto de política nacional de prevenção ao suicídio

Câmara dos Deputados: CCJC aprova projeto de política nacional de prevenção ao suicídio

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO), informou que Câmara dos Deputados, por meio da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC)

Vídeo: Mariana Carvalho comemora a aprovação do seu projeto em que o agressor terá de ressarcir SUS por custos com vítima de violência doméstica

Vídeo: Mariana Carvalho comemora a aprovação do seu projeto em que o agressor terá de ressarcir SUS por custos com vítima de violência doméstica

Projeto da deputada Mariana Carvalho (PSDB-RO) e do deputado Rafael Motta (PSB-RN) é aprovado no Senado Federal. O projeto determina que o agressor

APROVADO – Agressor terá de ressarcir SUS por custos com vítima de violência doméstica

APROVADO – Agressor terá de ressarcir SUS por custos com vítima de violência doméstica

O Plenário do Senado aprovou, nesta terça-feira (19), projeto que determina que o agressor nos casos de violência doméstica e familiar será obrigado a

Câmara dos Deputados aprova prioridade de matrícula para filhos de mulher vítima de violência

Câmara dos Deputados aprova prioridade de matrícula para filhos de mulher vítima de violência

Proposta permite ao juiz determinar a matrícula ou transferência de dependentes da mulher vítima de violência independentemente da existência de vagaO