Terça-feira, 28 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Com menos trigo, macarrão deve ficar 10% mais caro em outubro


Agência O Globo SÃO PAULO - De acordo com a Associação Brasileira das Indústrias de Massas Alimentícias (Abima), o preço do macarrão deve aumentar 10% até o fim do mês de outubro. O consumidor pode começar a sentir o peso do reajuste no bolso na primeira quinzena do mês. De acordo com a presidente da Abima, Eliane Kay, o aumento dos preços ocorrerá porque há pouca oferta de trigo no mercado interno, o que fez com que a farinha sofresse reajuste. Como o macarrão é feito basicamente de farinha de trigo e água, segundo Eliane, não há como não repassar o reajuste para o consumidor. - Houve redução da área plantada nessa colheita, porque os preços do trigo estavam baixos no mercado internacional no ano passado - afirma Eliane. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a safra de trigo deve ter queda de 27, 6% em relação a 2005. Os brasileiros consomem cerca de 10 milhões de toneladas de trigo por ano. A previsão é de que em 2006 sejam produzidas apenas 3,37 milhões de toneladas. O restante será importado, principalmente da Argentina, que detém mais de 90% das compras brasileiras de trigo. - A Argentina enfrentou problemas na safra e provavelmente não terá condições de atender a toda demanda brasileira - prevê a presidente da Abima. Com isso, o preço da farinha de trigo sofrerá maior pressão, pois o país passará a importar dos EUA e Canadá. Como esses países não fazem parte do Mercosul, o preço do trigo é mais alto, pois há a imposição de impostos que não são cobrados nas transações com a Argentina. A falta de trigo já foi responsável por um aumento no preço do macarrão de 3% a 4% neste ano, de acordo com Eliane. O aumento da farinha não deve chegar aos pães. O presidente do Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria (Sindipan), Antero José Pereira, descarta a possibilidade de reajuste no preço do pãozinho francês, que custa atualmente, em média, R$ 0,27, na Capital. - Não teremos aumento por conta disso nesse momento - afirma.

Gente de OpiniãoTerça-feira, 28 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

O Supremo Tribunal Federal (STF) formou nesta sexta-feira (25) maioria de votos para determinar que a Câmara dos Deputados faça a redistribuição do

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

O Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Nacionais de Regulação (SInagências) conseguiu uma solução direta do governo após intensa articulaç

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Reservas foi instaurada em Rondônia para investigar possíveis irregularidades nos processos de criação

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Na tarde dessa segunda-feira (06), o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (SECOM), Paulo Pimenta, esteve r

Gente de Opinião Terça-feira, 28 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)