Porto Velho (RO) segunda-feira, 18 de novembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Com juro menor, CPMF onera mais


Martha Beck, Agência O GloboBRASÍLIA - Apesar de o governo resistir em fazer mudanças na CPMF, que resulta numa arrecadação de mais de R$ 32 bilhões ao ano, a contribuição pesa cada vez mais no bolso dos investidores. A situação tem preocupado a equipe econômica, que já se viu obrigada a reduzir a remuneração da caderneta de poupança para, em parte, conter a migração de grandes aplicadores para esse investimento, isento do tributo.A trajetória de queda da Taxa Selic tem reduzido o ganho das aplicações e feito com que a CPMF fique mais pesada para os investidores. Simulação feita pela Prosper Gestão de Recursos mostra que os aplicadores têm deixado seus recursos aplicados por mais tempo para recuperar custos com a CPMF.Para uma aplicação de mil reais em 2004, e considerando o rendimento do CDI, por exemplo, um investidor tinha que deixar seu dinheiro aplicado por, no mínimo, sete dias para recuperar a contribuição paga. Em 2005, com o aumento dos juros, o prazo caiu para seis dias. Em 2006, voltou para sete dias, com a redução dos juros, sendo que em agosto subiu para oito dias - patamar mantido em 2007.Leia mais no Globo.

Mais Sobre Política - Nacional

Supremo Tribunal Federal mantém decisão que proíbe gestantes em atividade insalubre

Supremo Tribunal Federal mantém decisão que proíbe gestantes em atividade insalubre

Por unanimidade e em ambiente virtual, o Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou recurso da Advocacia-Geral da União (AGU) e manteve a decisão, tomada

Boa notícia: Lula dará ao velho amigo 1ª entrevista fora da prisão

Boa notícia: Lula dará ao velho amigo 1ª entrevista fora da prisão

Neste ano e meio que ele está preso, não tive condições de viajar a Curitiba e fiquei esperando o amigo sair da prisão para poder falar com ele, certo

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p