Porto Velho (RO) domingo, 20 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Com juro menor, CPMF onera mais


Martha Beck, Agência O GloboBRASÍLIA - Apesar de o governo resistir em fazer mudanças na CPMF, que resulta numa arrecadação de mais de R$ 32 bilhões ao ano, a contribuição pesa cada vez mais no bolso dos investidores. A situação tem preocupado a equipe econômica, que já se viu obrigada a reduzir a remuneração da caderneta de poupança para, em parte, conter a migração de grandes aplicadores para esse investimento, isento do tributo.A trajetória de queda da Taxa Selic tem reduzido o ganho das aplicações e feito com que a CPMF fique mais pesada para os investidores. Simulação feita pela Prosper Gestão de Recursos mostra que os aplicadores têm deixado seus recursos aplicados por mais tempo para recuperar custos com a CPMF.Para uma aplicação de mil reais em 2004, e considerando o rendimento do CDI, por exemplo, um investidor tinha que deixar seu dinheiro aplicado por, no mínimo, sete dias para recuperar a contribuição paga. Em 2005, com o aumento dos juros, o prazo caiu para seis dias. Em 2006, voltou para sete dias, com a redução dos juros, sendo que em agosto subiu para oito dias - patamar mantido em 2007.Leia mais no Globo.

Mais Sobre Política - Nacional

HASTA LA VISTA, BAMBINO

HASTA LA VISTA, BAMBINO

Césare Battisti buscou a proteção de Evo Morales, seu aliado de esquerda.

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

O governo federal vai fazer uma auditoria em 2 milhões de benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que têm indícios de irregul