Porto Velho (RO) quarta-feira, 11 de dezembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Clodovil diz que deputada é feia e que não serviria nem para prostituta


Maria Lima e Isabel Braga - Agência O Globo BRASÍLIA - A convivência do deputado Clodovil Hernandes (PTC-SP) com a bancada de deputadas na Câmara dos Deputados ficou insustentável. Nesta quarta-feira, ele quase foi agredido no plenário depois que a deputada Cida Diogo (PT-RJ) subiu à Mesa, em prantos, e acusou o parlamentar de tê-la agredido com palavras de baixo calão. Cida já havia batido boca com ele no dia 25 em plenário, quando ela cobrou da Mesa uma punição pelas declarações dadas na véspera. O deputado-apresentador tinha dito que as mulheres tinham ficado muito ordinárias, que trabalhavam deitadas e descansavam em pé. Desta vez sua situação pode se agravar no Conselho de Ética da Câmara. Inocêncio Oliveira aceitou a representação das deputadas e Clodovil terá de se explicar.Na sessão da tarde, quando soube que a deputada estava com 85 assinaturas para dar entrada na representação contra ele por quebra de decoro, Clodovil foi tentar demovê-la da idéia. Segundo sua assessoria, ele disse apenas que tinha inviolabilidade para dar opiniões, sem singularizar ou atacar ninguém especificamente. Mas Cida, aos prantos, relatou ao presidente em exercício, Inocêncio de Oliveira (PR-PE), outra versão. Segundo a deputada Maria do Rosário (PT-RS), ele teria dito que tinha falado em mulheres ordinárias bonitas, e que Cida Diogo não se preocupasse porque não era o seu caso, já que a deputada não servia nem para ser prostituta, porque era feia.Depois de chorar ao relatar o acontecido a Inocêncio, a deputada Cida Diogo foi atendida pelo serviço médico, tomou calmantes e deixou a sala sem falar com os jornalistas. Foi até ao plenário e depois foi descansar em sua casa.O relato causou uma confusão geral. As deputadas subiram à Mesa e fizeram um ato de desagravo a Cida Diogo. Ao ver Clodovil sendo levado para fora do plenário pelo líder José Múcio Monteiro, Maria do Rosário - que é vice-presidente do PT - gritava:- Cai fora daqui, seu nojento! - Saia, beba uma água e se acalme. Depois você se explica. Saia que é melhor pra você ! - aconselhava José Múcio. Clodovil ficou acuado. Tentou sair do plenário mas foi barrado por um batalhão de jornalistas. Distribuiu ataques também contra os jornalistas. Voltou pro plenário e ficou escondido na última fileira. - Isso é briga de mulheres - cutucou o deputado Ernandes Amorim (PTB-RO).Clodovil, com a pressão em 23 por 14, acabou confessando que tinha feito os ataques:- Eu disse: digamos que uma moça bonita se ofendesse porque ela sim, pode se prostituir. Não é o seu caso, a senhora é uma mulher feia. Vai ser senhora, família, não precisa se ofender. Eu tenho culpa dela ser feia, gente? - contou Clodovil.Ele disse que estava passando muito mal e poderia ter um AVC a qualquer momento:- Eu daria graças a Deus de sair dessa porcaria desse mundo! - completou.Perguntado se não achava que tinha sido ofensivo, ele respondeu:- Quantas vezes eu ouvi que era feio? E não me matei. Fui na doutora Ana e fiz cirurgia. Se ela se ofendeu, que me desse uma bofetada, não ficar se atirando no chão fazendo escândalo. Isso é "self promotion" - disse Clodovil.Líder do PT critica ofensasO líder do PT na Câmara, Luiz Sérgio (RJ), foi até à sala de emergência do serviço médico da Casa conversar com a deputada Cida Diogo, e condenou a atitude de Clodovil:- A intolerância não é boa para a convivência nesta Casa. É uma atitude que semeia discórdia, ódio e preconceito. Uma pessoa com a história do deputado Clodovil sabe como é doloroso o preconceito e não deveria ser o precursor de atitudes preconceituosas - disse Luiz Sérgio.O líder do PT afirmou ainda que se ficar evidenciado, nas investigações da Corregedoria-Geral da Câmara, que o deputado quebrou o decoro parlamentar, o PT poderá entrar com representação contra ele no Conselho de Ética da Câmara.- Não houve agressão física, mas uma agressão verbal, muitas vezes dói tanto ou mais que uma física - acrescentou.

Mais Sobre Política - Nacional

Jaqueline Cassol cobra votação da MP que garante Revalida

Jaqueline Cassol cobra votação da MP que garante Revalida

A deputada federal Jaqueline Cassol (PP-RO) cobrou do presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) a votação, antes que encerre o prazo, da Medida Provisórias cri

Supremo Tribunal Federal mantém decisão que proíbe gestantes em atividade insalubre

Supremo Tribunal Federal mantém decisão que proíbe gestantes em atividade insalubre

Por unanimidade e em ambiente virtual, o Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou recurso da Advocacia-Geral da União (AGU) e manteve a decisão, tomada

Boa notícia: Lula dará ao velho amigo 1ª entrevista fora da prisão

Boa notícia: Lula dará ao velho amigo 1ª entrevista fora da prisão

Neste ano e meio que ele está preso, não tive condições de viajar a Curitiba e fiquei esperando o amigo sair da prisão para poder falar com ele, certo

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p