Porto Velho (RO) sexta-feira, 26 de abril de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Cerca de 900 mil armas podem ficar ilegais no sul do país


Agência O GloboRIO - Até o momento, apenas 3% do armamento no Rio Grande Sul foram recadastrados na Polícia Federal. Com isso, cerca de 900 mil armas podem ficar ilegais até o final do ano no estado. Em 23 de dezembro, termina o prazo para os brasileiros recadastrarem seus armamentos na PF.O comandante da Brigada Militar na Capital, Edson Alves, alerta para a necessidade de regularização e avisa que as punições serão rigorosas: a pena varia de um a três anos de detenção.Na segunda-feira, completa um ano o referendo em que os brasileiros rejeitaram a proibição da venda de armas. Para o registro na Polícia Federal, são exigidos vários documentos e o pagamento de uma taxa de R$ 300.

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana reforça luta a favor de pacientes com doenças raras

Mariana reforça luta a favor de pacientes com doenças raras

A deputada Mariana Carvalho (RO) participou na quarta-feira (24) de debate promovido pela Comissão de Defesa da Pessoa com Deficiência sobre as dif

Presidente Jair Bolsonaro extingue horário de verão

Presidente Jair Bolsonaro extingue horário de verão

O Brasil não adotará mais o horário de verão a partir deste ano. O presidente Jair Bolsonaro assinou hoje (25) decreto que extingue a medida, em cerim

Senador Marcos Rogério sugere o afastamento cautelar de diretor-geral da ANTT

Senador Marcos Rogério sugere o afastamento cautelar de diretor-geral da ANTT

Na manhã desta terça-feira, durante a abertura da reunião da Comissão de Infraestrutura, o senador Marcos Rogério sugeriu o afastamento cautelar do

Cultura: Contratos de patrocínio da Petrobras passam por revisão, diz Jair Bolsonaro

Cultura: Contratos de patrocínio da Petrobras passam por revisão, diz Jair Bolsonaro

O governo federal determinou a revisão dos contratos da Petrobras que estão em vigor para patrocínios ligados ao setor de cultura. Em publicação hoje