Porto Velho (RO) terça-feira, 21 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

CCJ do Senado aprova pena maior para quem utilizar menores em ações criminosas


Agência O GloboBRASÍLIA - Um dia depois da aprovação do aumento da punição para o crime de lavagem de dinheiro, a comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado deu parecer favorável nesta quarta-feira a outra proposta do pacote de segurança: foi aprovado o projeto de lei da Câmara (PLC 9/07) que dobra a pena para integrantes de quadrilhas ou bandos armados que utilizarem menores de 18 anos em ações criminosas. O projeto vai agora para exame do Plenário.Atualmente, o Código Penal estabelece pena de reclusão de um a três anos para o crime de formação de quadrilha, independentemente da aplicação de outras penas pelos demais crimes cometidos. A legislação já prevê que a pena será dobrada se os integrantes da quadrilha portarem armas.O relator do projeto, senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), acolheu emenda do senador Epitácio Cafeteira (PTB-MA) que dobra também a pena para o adulto - não integrante de quadrilha - que utilizar menores, armados ou não, em ações delituosas. O projeto agrava ainda a pena do adulto que admitir a participação de um menor em conduta delituosa, mesmo de natureza acessória.Já a proposta que permite permite unificação de polícia foi retirada da pauta da CCJ do Senado pelo senador Tasso Jereissati (PSDB-CE). A proposta de emenda à Constituição que dá competência aos governos estaduais para legislar sobre segurança pública, inclusive a respeito da unificação das Polícias Civil e Militar. Jereissati argumentou que o item é muito polêmico. Ele alertou que não desistiu do projeto, defendendo bastante a unificação, e propôs a criação de uma comissão no âmbito da CCJ para estudar de forma aprofundada a proposta e melhorá-la.Terceiro projeto aprovado em uma semanaNa terça-feira, a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado aprovou um projeto de lei que endurece a punição para o crime de lavagem de dinheiro, aumentando o limite para 30 anos de prisão. Na Câmara, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) voltou a discutir o projeto que cria o regime disciplinar diferenciado (RDDMax) nas cadeias, mas a proposta acabou sendo retirada de pauta porque não existe consenso entre os deputados sobre a sua aprovação.Na semana passada, a CCJ do Senado aprovou outros dois projetos do pacote de segurança: o que prevê o interrogatório de presos por videoconferência e o que aumenta a pena para quem se envolve com o crime organizado.

Mais Sobre Política - Nacional

Marco Aurélio libera para votação denúncia de racismo contra Bolsonaro

Marco Aurélio libera para votação denúncia de racismo contra Bolsonaro

Ministro Marco Aurélio Mello, do STF, liberou para a inclusão na pauta da 1ª Turma da corte o julgamento contra o candidato da extrema-direita a presi

Morre Otavio Frias Filho, diretor de redação do jornal Folha de S. Paulo

Morre Otavio Frias Filho, diretor de redação do jornal Folha de S. Paulo

O diretor de redação do jornal Folha de S. Paulo, Otavio Frias Filho, morreu nesta terça-feira no Hospital Sírio-Libanês em São Paulo, vítima de um câ

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

BLOG NOCAUTECom informações do Poder 360A Editora Abril, que já foi a maior do Brasil, acumulou dívidas de cerca de R$ 1,6 bilhão. Só na semana passad

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

O jornalista e escritor Palmério Dória denuncia em seu Twitter o cinismo escancarado do Grupo Globo em omitir o que ele chama de 'engenharia do caos';