Porto Velho (RO) sexta-feira, 16 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Casa Civil terá que prestar contas dos gastos com cartões corporativos


Agência O GloboBRASÍLIA - O senador Álvaro Dias (PSDB-PR) informou nesta quinta-feira que a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado aprovou nessa quarta seu requerimento que solicita à ministra da Casa Civil, Dilma Roussef, informações sobre todas as prestações de contas dos cartões de crédito corporativos utilizados pela Presidência da República.O tucano também pede que sejam encaminhadas as notas fiscais dos saques, a partir de janeiro de 2003. O relator, senador João Batista Motta (ES), deu parecer favorável alegando que as informações não são protegidas por sigilo.Em setembro de 2005, uma investigação conduzida pelo senador, com base em relatório do Tribunal de Contas da União, mostrou que notas frias foram usadas para justificar os gastos dos cartões corporativos. Além disso, notou-se que a maior parte dos recursos era sacada em espécie e na boca do caixa. O tucano considerou suspeito o fato de as notas fiscais que justificavam os saques estarem nomeadas por empresas desconhecidas, algumas até sob investigação do Ministério Público.- Uma das empresas aparece como fornecedora de cartuchos para impressoras, sendo que no cadastro de contribuintes da Receita Federal consta como empresa de alimentos - disse o senador.Um requerimento de Alvaro Dias chegou a ser aprovado pela Mesa, mas a presidência se negou a enviar as informações, alegando sigilo. Um assessor do TCU foi credenciado, mas, segundo o senador, também não conseguiu ter acesso aos extratos.- É importante insistirmos nesse assunto, já que os gastos com dinheiro público precisam ser fiscalizados pelo Congresso - afirmou Álvaro.

Mais Sobre Política - Nacional

 JUSTIÇA SUÍÇA APONTA R$ 43,2 MILHÕES EM FINANCIAMENTO ILEGAL DE SERRA

JUSTIÇA SUÍÇA APONTA R$ 43,2 MILHÕES EM FINANCIAMENTO ILEGAL DE SERRA

Dinheiro para financiar a campanha presidencial do PSDB

Jair Bolsonaro diz que programa Mais Médicos não será suspenso

Jair Bolsonaro diz que programa Mais Médicos não será suspenso

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, disse ontem (14) que manterá o programa Mais Médicos e vai substituir os cerca de 8.500 profissionais cubanos p

JUÍZA SUBSTITUTA DE MORO NEGA PEDIDO DE LULA PARA SER INTERROGADO DE NOVO

JUÍZA SUBSTITUTA DE MORO NEGA PEDIDO DE LULA PARA SER INTERROGADO DE NOVO

A juíza federal substituta Gabriela Hardt negou, nesta terça-feira (13), o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que ele