Porto Velho (RO) sábado, 21 de julho de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Brasil Telecom obtém o maior empréstimo já dado ao setor


Agência O GloboRIO - A diretoria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$ 2,1 bilhões para a Brasil Telecom (BrT), o mais elevado empréstimo já concedido para o setor de telefonia no país e um dos cinco maiores aprovados pelo banco em toda a sua história.Os recursos, segundo o BNDES, serão destinados à expansão da infra-estrutura de rede (voz, dados e imagem) e de tecnologia de informação da BrT. Este ano, afirma o banco, a empresa investirá R$ 1,8 bilhão do total previsto para o triênio 2006 e 2008.Uma parcela do financiamento do BNDES, 38%, será liberada por meio de um consórcio de agentes financeiros, liderado pelo Banco do Brasil. Segundo nota do banco estatal, "os investimentos permitirão a consolidação da empresa como uma multiprovedora de serviços de telecomunicações".A Brasil Telecom é uma concessionária de telefonia controlada pela Brasil Telecom Participações (BrTP). A holding, informa seu site, "é controlada pela Solpart Participações S.A., que detém 53,6% do capital votante e 20,2% do capital total. Os acionistas da Solpart são: Timepart Participações S.A., com 20,9% do capital total da Solpart, formada por fundos de investimentos; Telecom Italia International N.V., com 31,6%; Techold Participações S.A., com 47,5%, formada por fundos de pensão brasileiros (Sistel, Telos, Funcef, Petros e Previ) e Opportunity Zain".A empresa foi, nos últimos anos, alvo de um acirrada disputa judicial em torno de seu controle, envolvendo o banco Opportunity, de Daniel Dantas (que continua acionista), a Telecom Italia, o Citigroup e os principais fundos de pensão do país.A nota do BNDES destaca que "a acionista controladora da BrTP é a Solpart Participações (Telecom Italia International e fundos de pensão), com 51% das ações ordinárias".Ainda segundo a nota do BNDES, "o plano de investimentos da Brasil Telecom, empresa responsável por 6,8 mil empregos diretos, para o período está concentrado em duas áreas específicas: tecnologia da informação e comunicação de dados". Além disso, com a assinatura de novos contratos de concessão em 2006, diz, o BNDES, "a BrT precisará cumprir metas de universalização e de qualidade estabelecidas pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel)".A nota do BNDES destaca que o projeto financiado pelo banco tem dois destaques: "a realização de aporte de recursos significativos em áreas pouco desenvolvidas, como as regiões Centro-Oeste e Sul (a BrT investirá em rede de telefonia pública em localidades a partir de 100 habitantes e em telefonia individual em localidades a partir de 300 habitantes) e um volume expressivo de aquisição de equipamentos com tecnologia nacional. Com esta operação, a participação desses equipamentos no projeto deverá aumentar".Para tanto, o banco aprovou subcrédito no valor de R$ 100 milhões destinado à aquisição de bens de tecnologia nacional e serviços associados, no âmbito da Linha de Concorrência Internacional. A linha ganhou, recentemente, novas condições que ampliam sua esfera de ação, com o objetivo de incentivar a venda desses equipamentos de tecnologia nacional. Com isso, afirma o banco estatal, as empresas fabricantes de produtos desenvolvidos no país, "ao participarem de concorrências no mercado interno passam a contar com crédito diferenciado do BNDES, em condições competitivas às apresentadas por grupos estrangeiros". O Banco também passou a financiar, além de máquinas e equipamentos, software e serviços e já aprovou R$ 250 milhões de recursos destinados à Linha para as empresas de telecomunicações.Nos últimos dois anos, o Banco aprovou R$ 3,7 bilhões para as empresas do setor, que representaram investimentos totais de R$ 9,4 bilhões, voltados para expansão da rede de telefonia em cumprimento e transmissão de dados. Os desembolsos do BNDES no período atingiram R$ 3,5 bilhões.

Mais Sobre Política - Nacional

MST protesta em frente ao STF contra privilégios do Judiciário

MST protesta em frente ao STF contra privilégios do Judiciário

Ação foi feita pelo Grupo de Agitação e Propaganda do movimento e também denunciou prisão política de Lula

CNJ intima Favreto, Gebran e Moro sobre HC de Lula

CNJ intima Favreto, Gebran e Moro sobre HC de Lula

O ministro corregedor do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), João Otávio de Noronha, intimou os desembargadores Rogério Favreto e João Pedro Gebran Ne

Vice-presidente do STJ nega liberdade a Lula

Vice-presidente do STJ nega liberdade a Lula

Ministro Humberto Martins negou nesta quarta-feira 18 um habeas corpus impetrado por um cidadão em favor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva; e

Secretários Executivos dos regionais da CNBB se encontram em Porto Velho(RO)

Secretários Executivos dos regionais da CNBB se encontram em Porto Velho(RO)

Secretários Executivos dos 18 regionais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) participam em Porto Velho (RO) do encontro que reúne os ar