Porto Velho (RO) quarta-feira, 15 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Brasil ganha política nacional de biotecnologia


Agência O Globo BRASÍLIA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou nesta quinta-feira um decreto que cria a política de desenvolvimento da biotecnologia que, segundo o governo, deve gerar investimentos de R$ 10 bilhões em recursos públicos e privados nos próximos 10 anos.A meta é tornar o Brasil um dos líderes nesta área. A política terá foco estratégico nas áreas de saúde humana, agropecuária, industrial e ambiental.O objetivo principal é incentivar a competitividade da indústria nacional, aumentar a participação brasileira no comércio internacional e acelerar o crescimento econômico do Brasil.O Brasil é dono de um quinto da biodiversidade mundial, com cerca 200 mil espécies de plantas, animais e microorganismos registradas no país. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou decreto que cria o Comitê Nacional de Biotecnologia e institui uma política específica para o setor.- "O que o governo fará é identificar a demanda e criar ferramentas para transformar o conhecimento acumulados nas universidades em produção industrial", explica o secretário de Desenvolvimento Industrial do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Antonio Sergio Martins Mello.Depois de assinar o decreto criando uma política nacional de biotecnologia nesta quinta-feira, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que o Brasil está fazendo a sua parte para preservar o meio ambiente, hoje seriamente afetado pelo aquecimento global. Lula destacou que, desde 2003, foram reduzidos em 52% o desmatamento da Amazônia e que, com isso, o Brasil conseguiu evitar a emissão de 430 milhões de toneladas de gás carbônico na atmosfera no período.- Em vez de arrasar lavouras ou devastar florestas, a biotecnologia e a eficiência da agricultura geraram um corredor produtivo no país - disse.O presidente disse que o objetivo, com a nova política, é equilibrar a equação entre democracia, ciência e economia. Segundo ele, é preciso criar uma ponte entre o desenvolvimento e a natureza.- O Brasil é detentor de 20% das biodiversidades do mundo e detentor de inúmeras florestas, o que nos credencia a ocupar um lugar de destaque no mundo - afirmou Lula.Ele lembrou que os brasileiros já lideram na área de biocombustíveis e que a idéia e replicar essa atuação em outros setores, com destaque para a saúde humana, agropecuária e indústria:- Vamos produzir remédios e vacinas mais baratos, enzimas industriais, alimentos mais nutritivos e avançar em pesquisas científicas. Não há mais tempo a perder.Comitê NacionalCom 17 membros de diversas esferas do governo federal, o Comitê Nacional de Biotecnologia vai gerenciar a política pública para a área e definir as prioridades. Coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento, o comitê é composto por representantes da Casa Civil e de mais sete ministérios: Saúde, Ciência e Tecnologia, Agricultura, Meio Ambiente, Educação, Desenvolvimento Agrário e Justiça.Também integram o comitê órgãos ligados ao desenvolvimento de pesquisas, como a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).Instituições que ajudarão a financiar os projetos, como o BNDES e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) também farão parte do comitê. O Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi) e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) são os demais integrantes.O comitê vai trabalhar em conjunto com o Fórum de Competitividade em Biotecnologia. Formado por representantes do governo, da sociedade, da comunidade acadêmica, das indústrias e dos trabalhadores, o fórum existe desde o final de 2004 e desenhou o modelo de produção biotecnológica brasileira. Nesse período, foram realizadas 54 reuniões que resultaram em dez estudos aprofundados sobre as áreas com maior potencial de desenvolvimento.Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Biotecnologia (Abrabi), o faturamento anual do setor no país está estimado entre R$ 5,4 bilhões e R$ 9 bilhões. Dos 28 mil postos de trabalho gerados, 84% estão em micro e pequenas empresas. "A gente quer constituir um parque industrial competitivo e capaz de aumentar a participação brasileira no comércio internacional", explica Mello.

Mais Sobre Política - Nacional

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Está revogada a decisão do Carf que havia livrado o banco de pagamento de multa de R$ 26 bilhões por sonegação de impostos; é a maior da história...

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários protestam contra as resoluções da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da Uni

Trabalhadores de todas as idades já podem sacar cotas do Pis/Pasep

Trabalhadores de todas as idades já podem sacar cotas do Pis/Pasep

Trabalhadores de todas as idades que tiverem direito a cotas dos fundos dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servid

Herança de Temer continua em 'construção': 79,5 mil moradias populares são canceladas

Herança de Temer continua em 'construção': 79,5 mil moradias populares são canceladas

Em reunião ocorrida no Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), em Brasília (DF), lideranças dos movimentos populares foram informadas q