Segunda-feira, 15 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Biscaia diz que CPI termina no dia 16 de agosto


Agência O Globo RIO - A CPI que investiga a compra irregular de ambulâncias com emendas do Orçamento (CPI dos Sanguessugas) já decidiu que o prazo para o fim dos trabalhos é o dia 16 de agosto. A informação é do presidente da comissão, deputado Antônio Carlos Biscaia (PT/RJ). Ele esclareceu, no entanto, que ainda há dúvidas se o relatório será apresentado no início do mês, entre os dias 8 e 9, ou se nos últimos dias do prazo determinado. - Vai depender da agilização das diligências, que avançam bem. Já temos o quadro de todos os parlamentares, vamos analisar os argumentos por eles aduzidos, restam ainda os argumentos de 33. A CPI vai se reunir para definir entre os 90 parlamentares quais são aqueles que devem ser indiciados - explicou o parlamentar em entrevista à Rádio Nacional. Biscaia considerou "impressionante" o número de parlamentares envolvidos. Segundo ele, no início dos trabalhos não se podia imaginar que pelo menos 90 deles, em exercício, iriam merecer algum tipo de explicação e investigação, sem contar com outros cerca de 20 ex-parlamentares que também estariam envolvidos. - Entre 110 e 115 parlamentares é um número que impressiona e, embora, este envolvimento ainda não esteja comprovado, toda a estrutura da quadrilha já está bem definida e é, além de impressionante, revoltante, porque objetivava lucros e desvios de recursos públicos na área da saúde - disse. De acordo com Biscaia, no momento da campanha os candidatos podem procurar e receber financiamento privado, que devidamente declarados são permitidos por lei, mas ressaltou que não podem representar ligações com a atuação do eleito no Congresso. - São empresas que apóiam a candidatura, mas isso não pode significar de forma alguma um tipo de vinculação ou de representação para defender aquele segmento de maneira escusa, principalmente, apresentar as emendas que iriam beneficiar a empresa - definiu. Quanto ao caso do senador Magno Malta (PL/ES), o presidente informou que no primeiro momento o depoimento do empresário Luiz Antônio Vedoin (sócio da Planam) não era suficiente para comprovar a participação do senador. O senador está sendo investigado porque teria recebido um carro da Planam, uma das principais envolvidas na venda superfaturada de ambulâncias. Biscaia acrescentou que o documento do carro não estava em nome de Magno Malta e sim, de outro parlamentar do Mato Grosso, o deputado Lino Rossi (PP/MT). Ele ponderou, no entanto, que o próprio senador fez declarações que podem comprometê-lo. - Na medida em que o próprio senador publicamente emite nota e diz que usou o carro é uma confissão de uma conduta ilícita indubitavelmente - afirmou.

Gente de OpiniãoSegunda-feira, 15 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

O Supremo Tribunal Federal (STF) formou nesta sexta-feira (25) maioria de votos para determinar que a Câmara dos Deputados faça a redistribuição do

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

O Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Nacionais de Regulação (SInagências) conseguiu uma solução direta do governo após intensa articulaç

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Reservas foi instaurada em Rondônia para investigar possíveis irregularidades nos processos de criação

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Na tarde dessa segunda-feira (06), o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (SECOM), Paulo Pimenta, esteve r

Gente de Opinião Segunda-feira, 15 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)