Porto Velho (RO) quinta-feira, 17 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Biscaia diz que CPI está politizada e corre o risco de terminar sem relatório final


Agência O GloboBRASÍLIA - O presidente da CPI dos Sanguessugas, deputado Antonio Carlos Biscaia (PT-RJ), disse nesta segunda-feira temer que a disputa política provocada pelo segundo turno da eleição presidencial inviabilize o trabalho da comissão, cujo encerramento está previsto para o dia 18 de dezembro. Representantes do governo e da oposição estão em conflito por causa do conteúdo das investigações sobre a tentativa de compra, por um grupo de petistas, de um dossiê contra candidatos do PSDB.- No primeiro semestre, quando se restringia ao âmbito parlamentar, a CPI conseguiu produzir um relatório parcial em 50 dias, mas agora pode até acabar sem relatório final - afirmou Biscaia.O deputado espera receber na manhã desta terça-feira toda a documentação relativa às investigações sobre o dossiê, que serão encaminhadas pelo juiz da 2ª Vara de Cuiabá, Jéferson Schneider. Integrantes da oposição, como o vice-presidente da CPI, deputado Raul Jungmann (PPS-PE), chegaram a dizer nos últimos dias que Schneider e a Polícia Federal, responsável pelo inquérito, estavam sonegando informações da CPI.- Isto não existe - rebateu Biscaia. - É claro que o juiz preferiu enviar o relatório das investigações diretamente para mim para evitar a exploração política que lamentavelmente está sendo feita por alguns colegas da CPI - completou.Ao mesmo tempo, o presidente da comissão acusou os membros da oposição de atuarem como "assessores parlamentares de Alckmin", deixando de lado as provas contra o ex-ministro da Saúde Barjas Negri e seu assessor Abel Pereira constantes dos documentosapreendidos com o chefe da "máfia das ambulâncias", o empresário Luiz Antônio Vedoin, sócio-proprietário da Planam.- Há coisas sem importância no que foi batizado de dossiê, mas lembro que a maior parte das compras fraudulentas de ambulâncias com recursos do orçamento ocorreu no governo anterior e que há provas contundentes contra Barjas Negri e Abel Pereira - disse Biscaia.Ele mencionou a adoção de procedimentos irregulares, como a expedição de ofícios de diligências, por membros da CPI.Biscaia disse que a reunião administrativa da próxima terça-feira será um teste para a comissão. Segundo o deputado, com o término do período eleitoral, os ânimos poderão serenar de modo a que a CPI encaminhe a apuração das responsabilidades de ex e atuais membros do poder Executivo, como ministros e prefeitos.

Mais Sobre Política - Nacional

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que