Porto Velho (RO) terça-feira, 20 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Biscaia defende que Vedoin perca o benefício da delação


Evandro Eboli - Agência O GloboBRASÍLIA - O presidente da CPI dos Sanguessugas, deputado Antônio Carlos Biscaia (PT-RJ), defendeu nesta quarta-feira que o empresário Luiz Antônio Vedoin seja advertido pelo juiz federal Jefferson Schneider, de Mato Grosso, para que pare de dar entrevistas, ou relate tudo o que sabe à Justiça. O deputado defende até que, se necessário, seja suspenso o benefício da delação premiada, que permite redução de pena em troca de informações.- Vedoin não pode, a cada momento, apresentar fatos novos depois de ter prestado depoimento à Justiça. Defendo que ele seja advertido e que seja dito a ele que já teve oportunidade de dizer tudo e que entregue todos os documentos à Justiça. Do contrário, ele deve perder o direito da delação premiada e ser julgado normalmente pela Justiça. Não é possível ficar dando declarações a cada fim de semana - disse Biscaia.

Mais Sobre Política - Nacional

Paulo Guedes quer secretaria de privatizações para acelerar a venda de ativos

Paulo Guedes quer secretaria de privatizações para acelerar a venda de ativos

O futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, pretende criar uma Secretaria de Privatizações no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) par

Haddad vira réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

Haddad vira réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

É a primeira vez que o petista se torna réu em ação criminal

O presidente eleito Jair Bolsonaro diz que soberania e leis do Brasil devem ser respeitadas

O presidente eleito Jair Bolsonaro diz que soberania e leis do Brasil devem ser respeitadas

Em meio a reações como a do governo cubano que decidiu suspender a parceira com o Programa Mais Médicos, o presidente eleito Jair Bolsonaro voltou a

O registro de plantas e flores ornamentais será debatido no Senado

O registro de plantas e flores ornamentais será debatido no Senado

Pelo projeto, o produtor que desenvolver uma nova cor de orquídea pode ser liberado da inscrever o produto no RNCA Comissão de Agricultura e Reforma A