Porto Velho (RO) sábado, 21 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Associação fecha parceria para que setor de turismo receba bem público gay


 
Isabela Vieira
 
Agência Brasil,
Rio de Janeiro – Preparar o setor de turismo para receber bem o público gay no país é o objetivo da Associação Brasileira de Turismo para Gays, Lésbicas e Simpatizantes (Abrat), que fechou hoje (21) parceria com o Ministério do Turismo para mapear os pontos fracos do segmento para atender a esse tipo de público.

Segundo a Abrat, o número de visitantes gays ao Brasil tem apresentado números crescentes desde que o Rio foi eleito o melhor roteiro turístico para a categoria no mundo, em 2009.

O mapeamento terá o objetivo, por exemplo, de identificar se há necessidade de qualificação de profissionais. Outra atividade será a realização de pesquisas sobre o perfil do turista GLS (gay, lésbica ou simpatizante) e a promoção de destinos gays brasileiros fora do país.

"Iniciar um processo de capacitação e treinamento, para receber o turista GLS que virá para o Brasil a partir dessa parceria", disse o presidente da Abrat, Almir Nascimento.

Todas as medidas serão discutidas entre o setor e o Ministério do Turismo, por meio de um grupo de trabalho que vai elaborar um plano de ação, nos próximos meses. Segundo o secretário nacional de Política para o Turismo, Carlos Silva, o governo deve financiar algumas ações e apoiar a troca de experiências com agências internacionais. "Sabemos que é preciso qualificar os profissionais para receber lésbicas ou bissexuais, com naturalidade e qualidade", disse.

Um dos donos da agência de turismo Gay Travel Brasil Oswaldo Valinote acredita que a falta preparo dos profissionais é um dos principais problemas do setor, o que pode deixar os clientes constrangidos. "Não pode acontecer de o atendente olhar com uma cara espantada ou fazer perguntas indiscretas quando um casal gay solicitar uma cama de casal", afirmou.

Para Valinote, se os empresários quiserem se firmar nesse segmento, onde os turistas gastam mais que os outros, precisarão ser mais sensíveis. Além da ajuda do governo, ele defende que o setor também contrate mais funcionários GLS. "O turista terá uma identidade com o atendente e vai ficar menos envergonhado de perguntar onde é uma boate ou um bar GLS".

Em 2009, uma pesquisa com apoio da Abrat mostrou que, em determinado período do ano, 25% dos turistas estrangeiros que visitam o Rio são GLS. O setor é considerado "um mercado em expansão", principalmente na América Latina. Segundo Almir, com a lei do casamento entre pessoas do mesmo sexo, em vigor desde julho na Argentina, a cidade de Buenos Aires passou a receber 20% a mais de turistas desse grupo.

Mais Sobre Política - Nacional

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Implacável para condenar lideranças do PT na República de Curitiba, a Justiça brasileira não mostra o mesmo furor para investigar e julgar os tucanões

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que o anúncio da liberação de saques das contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviç