Porto Velho (RO) sexta-feira, 18 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Aos 82 anos, bacharel japonês vai fazer o exame de Ordem


Araras (SP)  – "Agora vou me preparar para fazer – e passar bem – no exame de Ordem". A afirmação é do recém formado no curso de Direito, Takezo Seguchi, de 82 anos, nascido em Tokti-Hokkaido, no Japão mas radicado no Brasil desde os seis anos de idade. Seguchi não se contentou com o título de bacharel em Direito e disse que agora está fazendo o cursinho preparatório para prestar o exame da Ordem dos Advogados do Brasil. "Vou passar e terei o maior orgulho em poder mostrar a minha carteira de advogado entregue por uma das instituições de maior credibilidade no país, a OAB", afirmou Seguchi. O futuro advogado chegou ao Brasil em agosto de 1930, no porto de Santos, juntamente com os pais, duas irmãs e quatro irmãos. 

Fonte: OAB

Mais Sobre Política - Nacional

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que