Porto Velho (RO) terça-feira, 17 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Amorim quer mudança de competência órgãos fiscalização


 
Está na hora de o Congresso Nacional repensar e mudar determinadas competências dos órgãos de fiscalização no país, ou a sociedade não terá a quem recorrer, pois a continuar dessa forma “o jogo é sempre favorecer os grandes” e “punir os pequenos”. O desabafo é do deputado federal Ernandes Amorim (PTB), ao tomar conhecimento nesta quarta-feira (8) do relatório emitido pelo Tribunal de Contas da União sobre as denúncias contra o favorecimento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (Bndes) a grandes frigoríficos, desvios de finalidade de mais de R$ 9 bilhões de fundo do trabalhador, e envolvimentos de servidores do banco oficial em esquema de propina.

O TCU reconhece os indícios das denúncias que vem sendo apuradas desde 2008, mas alega que esbarra em sigilo bancário, o que tem retardado o final das investigações. O caso, lembra Amorim, vem sendo investigado pela Polícia Federal e Tribunal de Contas da União. “A alegação dada cria um problema impar no poder de fiscalização dos órgãos de nosso país. O Congresso Nacional precisa entrar nessa questão e resolvê-la. Toda denúncia feita precisa ser apurada, os responsáveis punidos e dado contas à sociedade. Mas nesse caso, mesmo com todas as evidências, o TCU não pode dar seu parecer final por conta dessa briga entre Procuradoria da República e Controladoria que alegam quebra de sigilo bancário. Então para que serve as investigações? O Bndes é sabido de todos tem favorecido grandes corporações, caso do JBS-Fibroi um grupo quebrado que em pouco tempo já figura como a maior empresa de carne do mundo. Mas não se pode vir a público como foi feita essa operação por esbarrar em sigilo bancário. Isso é uma incoerência”, reclama o parlamentar.

Segundo ele, há tratamentos diferentes quando devia se pugnar pela Constituição que a lei serve para todos. “O Bndes faz o que bem quer com o dinheiro do trabalhador, repassando para grandes grupos em detrimento de seu papel. Há um rol de denúncias sérias contra o dinheiro do trabalhador e passado dois anos, nada se tem de concreto dessa investigação. Na outra ponta temos prefeitos, vereadores, deputados e os pequenos e médios produtores, estes sujeitos a todos os tipos de punição como prisão só para investigar denúncias, condenações em série além de outras formas de perseguição do poder público. A sociedade precisa de respostas sobre o que esse banco oficial está fazendo e, creio, que só o Congresso pode dar uma solução pondo fim a esse impasse. Se há problemas que sejam investigados e dados satisfações públicas”, cobra Amorim.

O parlamentar ressalta ainda, que além dos desvios de finalidade dos R$ 9 bilhões de recursos oriundos de fundos do trabalhador, a direção do Bndes teve a “cara de pau”, de ter socorrido, nesse ano, o grupo JBS-Friboi. “O grupo pôs no mercado R$ 4 bilhões em títulos, não arranjou comprador, mas uma holding do banco comprou 99,99 por cento desses títulos, que duvido houvesse lastro. A nação precisa saber e alguém tem que apurar quem é, ou quem manda, ou quem está sendo beneficiado por esse dinheiro. Claro que existem interesses escusos e não sei por que ninguém quer apurar, a interesse de quem, e por que uma empresa que estava quebrada há um ano vai ao BNDES e consegue vender títulos podres, no valor de 4 bilhões, com valor de face e, em seguida, anuncia a criação de um banco”.


 

Mais Sobre Política - Nacional

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Implacável para condenar lideranças do PT na República de Curitiba, a Justiça brasileira não mostra o mesmo furor para investigar e julgar os tucanões

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que o anúncio da liberação de saques das contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviç