Porto Velho (RO) sábado, 21 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

ALÉM DO GOVERNADOR, VICE DEVE SER CASSADO


 
Além do governador, vice deve ser cassado. MPE pede diplomação de Roseana Sarney

O vice-procurador-geral eleitoral, Francisco Xavier, emitiu parecer em que pede a cassação dos mandatos do governador do Maranhão, Jackson Lago, e do vice-governador, Luís Carlos Porto. Eles são acusados de abuso de poder econômico e de autoridade, mediante o uso eleitoral de convênios e transferências de aproximadamente 280 milhões de reais para 156 municípios maranhenses durante a campanha eleitoral de 2006, inclusive no período proibido pela Lei nº 9.504/97. Por isso, Xavier pediu a diplomação da candidata Roseana Sarney, que ficou em segundo lugar. O parecer, enviado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), foi feito no Recurso Contra Expedição de Diploma nº 671, interposto pela Coligação Maranhão a Força do Povo (PFL, PMDB, PTB e PV).

A coligação cita práticas de ilícitos cometidos pelo governador e pelo vice-governador durante as eleições de 2006, como realização de comícios para doação de cestas básicas, assinatura de convênios para transferência de recursos, distribuição de combustível, reforma e construção de residências na periferia em troca de votos, realização de convênios com entidade fantasma, abuso de poder econômico e uso da Secretaria de Comunicação Social para a captação ilegal de votos.

Jackson Lago e Luís Porto apresentaram contra-razões, todas rejeitadas pelo vice-procurador-eleitoral. Eles alegam cerceamento de defesa, limitação da prova testemunhal, indeferimento de prova pericial e juntada ao processo de prova não requerida pelas partes. No mérito, dizem que somente a partir do fim de 2005 é que o governo do Maranhão pôde implementar os projetos de alcance social e reforçar os programas municipais, sendo legítima e lícita a realização dos convênios. Além disso, destacam que eles não foram firmados com desvio de finalidade ou com objetivo eleitoreiro.

Mas, para Francisco Xavier, “estão comprovadas nos autos as condutas ilícitas a atrair a sanção de cassação dos diplomas expedidos, tendo em vista o desvio de finalidade dos numerosos convênios, firmados com o nítido propósito de beneficiar e fortalecer as candidaturas dos recorridos, com potencialidade para desequilibrar a disputa”.

Xavier menciona o uso da máquina administrativa a favor de Jackson. O então governador do Maranhão, José Reinaldo Tavares, ingressou de forma ostensiva na campanha, “divulgando publicamente apoio político a Jackson Lago e Edson Vidigal, chegando mesmo a difundir opinião desfavorável à candidata Roseana Sarney e contrária ao nome da família Sarney”. A Secretaria de Comunicação Social do governo maranhense, explica o vice-procurador-geral eleitoral, também foi usada como contrapropaganda do nome de Roseana.

Xavier concluiu que Roseana Sarney, vencedora no primeiro turno, perdeu e eleição devido ao volume imenso de convênios e transferências implementados no período vedado por lei. “Ela não obteve apoio político, mantendo praticamente inalterada sua votação, que antes dera de 1.283.053 votos e passou para apenas 1.295.745 no segundo turno. Os candidatos vitoriosos, por sua vez, obtiveram 1.393.647 votos, o que não chega a constituir grande diferença”.

O parecer de Francisco Xavier será analisado pelo ministro Eros Grau, relator do recurso no TSE.

Fonte: Ascom/Procuradoria Geral da República

 

Mais Sobre Política - Nacional

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Implacável para condenar lideranças do PT na República de Curitiba, a Justiça brasileira não mostra o mesmo furor para investigar e julgar os tucanões

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que o anúncio da liberação de saques das contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviç