Porto Velho (RO) sexta-feira, 17 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

ALE não vota salários de deputados e do governador


Os projetos de lei que estabelecem os vencimentos dos deputados estaduais de Rondônia e do governador Ivo Cassol e do vice-governador, João Cahulla, para o ano de 2007 ainda não foram apreciados pela Assembléia Legislativa.

Na quarta-feira, no último dia da auto-convocação do Parlamento Estadual, as matérias constavam da ontem do dia, mas foram retiradas de pauta, a pedido do deputado Haroldo Santos (PP), com a justificativa de que "o Congresso Nacional ainda não definiu (com reajuste) os valores dos salários dos deputados federais e senadores e precisamos desse parâmetro para definir, em valores reais, em quanto ficarão os salários em Rondônia".

Os parlamentares rondonienses estão acompanhando de perto as deliberações do Congresso Nacional que chegou a reajustar os vencimentos dos deputados federais e senadores em R$ 24,5 mil, mas que foi derrubado pelo Supremo Tribunal Federal. Em Brasília, agora já se discute a única proposta formal de reajuste é a que recompõe as perdas com a inflação nos últimos quatro anos, totalizando aproximadamente 16,5 mil reais. Assim que for definido, a Assembléia Legislativa de Rondônia aprovará os projetos de lei que fixam os vencimentos dos deputados estaduais, do governador Ivo Cassol e do vice-governador João Cahulla para o próximo ano.

Mais Sobre Política - Nacional

 Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

O desembargador do TRF-4 Rogério Fraveto, que em 8 de julho determinou a soltura do ex-presidente Lula, decisão que não foi cumprida, disse, em sua de

Grupo Abril pede recuperação judicial

Grupo Abril pede recuperação judicial

O grupo Abril entrou com um pedido recuperação judicial nesta quarta-feira (15); plano de recuperação judicial será mostrado aos credores em até 60 di

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Está revogada a decisão do Carf que havia livrado o banco de pagamento de multa de R$ 26 bilhões por sonegação de impostos; é a maior da história...

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários protestam contra as resoluções da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da Uni