Porto Velho (RO) sábado, 20 de abril de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Acusados de crime ambiental no MT têm prisão mantida


Agência O GloboCUIABÁ - A Justiça prorrogou, por mais cinco dias, as prisões dos acusados de envolvimento em um esquema de venda ilegal de Autorização de Transporte de Produtos Florestais (ATPF). Em Rondonópolis, três agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) foram detidos na terça-feira, quando foi deflagrada a Operação Daniel, da Polícia Federal. Paulo Maurício da Silva, Luiz Carlos Alves Pires e Ronaldo Ramos são acusados de facilitar a passagem de carretas com madeira irregular. Em Pedra Preta, foi preso Lucélio Araújo da Silva, citado como intermediário das negociações com as madeireiras.A Operação Daniel foi desencadeada pela PF com a colaboração do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama). No total, 250 policiais federais das Superintendências de Rondônia, Roraima, Amazonas, Acre, Mato Grosso e do Distrito Federal participaram da operação. O objetivo era desarticular uma quadrilha que agia na falsificação de documentos florestais e abertura de empresas fantasmas para exploração ilegal de madeira e sonegação de impostos. A operação se estendeu pelos estados de Rondônia e Mato Grosso.De acordo com a PF, a quadrilha era integrada por empresários do ramo madeireiro, lobistas, contadores, advogados e alguns servidores do Ibama. Eles atuavam na região de Ji-Paraná, São Miguel, São Francisco do Guaporé, Costa Marques, Cacoal, Pimenta Bueno e outros municípios do estado de Rondônia e contavam com o suporte criminoso de policiais rodoviários federais lotados na cidade de Rondonópolis, em Mato Grosso. Os policiais garantiam o escoamento pelas rodovias federais do produto florestal retirado da floresta amazônica.As investigações tiveram início em março de 2006, a partir de denúncias de um servidor do Ibama, que ao saber sobre as atividades criminosas da organização, levou ao conhecimento da Polícia Federal, cooperando com as investigações policiais.Os acusados respondem pelos crimes de formação de quadrilha, corrupção passiva, corrupção ativa, violação de sigilo funcional, concussão e crimes ambientais.

Mais Sobre Política - Nacional

Decreto de Jair Bolsonaro extingue centenas de canais de participação social em políticas públicas

Decreto de Jair Bolsonaro extingue centenas de canais de participação social em políticas públicas

No pacote divulgado ontem (11) para marcar os 100 dias de governo, o presidente Jair Bolsonaro assinou o Decreto 9.759, que pretende diminuir de 700 p

Senador Confúcio Moura faz intervenção e ministro da Saúde manterá tratamento de saúde especial aos indígenas

Senador Confúcio Moura faz intervenção e ministro da Saúde manterá tratamento de saúde especial aos indígenas

Diversas lideranças indígenas procuraram os vereadores Joveci do Pacarana (PSDB) e Adão Salvatico (PRB), em Espigão do Oeste, para tentar impedir a ex

Violência Doméstica contra mulher pode implicar em indenização

Violência Doméstica contra mulher pode implicar em indenização

Mulheres vítimas de violência doméstica estão mais perto de conquistar direito à indenização por danos morais. Pelo texto do Projeto de Lei 1380/19, q

O presidente Jair Bolsonaro admite: Pressão derrota Capitalização na Previdência

O presidente Jair Bolsonaro admite: Pressão derrota Capitalização na Previdência

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que o regime de capitalização, um dos pilares da proposta de reforma da Previdência idealizada pelo ministro da Ec