Porto Velho (RO) sábado, 31 de julho de 2021
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Acidente da Gol: órgão americano vê falha técnica e humana no Legacy


José Meirelles Passos e Anselmo Carvalho Pinto - Agência O Globo WASHINGTON - O choque entre o Boeing 737-800, da Gol, e o jatinho Legacy, da ExcelAire, fabricado pela Embraer, teria sido motivado por duas falhas - material e humana - segundo avaliação do Conselho Nacional de Segurança dos Transportes dos Estados Unidos (NTSB, na sigla em inglês), diferentemente do que havia sido informado na véspera - que haveria uma falha no equipamento anticolisão. No acidente, em 29 de setembro do ano passado, morreram as 154 pessoas que estavam no Boeing. Dois documentos, contendo uma narrativa do acidente - montada a partir das investigações do NTSB - e a conclusão a que chegaram as suas autoridades-, indicam que um aparelho que contém o transponder (mecanismo que ajuda a identificação do avião no radar e fornece a indicação de sua altitude) e o TCAS, sistema anticolisão do Legacy, não estava em pleno funcionamento no momento do acidente. Ele estaria apenas em standby (pronto para operar). Não fica esclarecido se isso aconteceu por falha do equipamento ou se os pilotos se esqueceram de ligá-lo. Segundo o NTSB, essa tarefa caberá às autoridades brasileiras. Ao assinalar que o TCAS do jatinho não estava operando, os investigadores americanos registraram que, apesar disso, o equipamento emitiu um sinal por escrito - em letras brancas, numa telinha à frente dos pilotos - alertando que o sistema anticolisão não estava funcionando. Os pilotos, porém, só perceberam isso após o impacto. Eles sugerem que, nesse momento, os pilotos o ligaram imediatamente. "Cerca de dois minutos após o impacto o co-piloto perguntou se o TCAS estava ligado. O piloto confirmou que não estava, e logo em seguida o sinal do transponder respondeu à sinalização dos controladores de vôo. Portanto, há evidência de que o mostrador de vôo advertindo (que o sistema não estava funcionando) estava disponível à tripulação, mas só foi percebido depois do impacto", diz o documento. NTSB diz que falta de atenção dos pilotos é comum O NTSB sugere que a falta de atenção dos pilotos ao alerta de que o aparelho não funcionava é algo comum e que, por isso, o equipamento contém uma falha crucial: a de não conter um alerta auditivo, que os pilotos possam captar com os seus fones de ouvido: "Usar apenas mensagens de texto para indicar perda de funcionalidade do sistema anticolisão não é um meio confiável para capturar a atenção de pilotos. Essas advertências visuais podem ser facilmente negligenciadas se a atenção dos pilotos estiver dirigida para outro lado". O NTSB afirma que a falta desse sistema de alerta auditivo não seria uma falha do equipamento da Embraer: nenhum avião em operação tem um sistema assim. Por isso, o órgão enviou o relatório sobre o acidente para a Federal Aviation Administration (FAA), sugerindo que essa agência federal, encarregada de administrar a aviação americana, exija que os fabricantes de equipamentos de aviação passem a produzir um sistema anticolisão com o alerta auditivo. O informe indica que o transponder do Legacy estava funcionando apenas intermitentemente. Delegado: 'Isso é matéria de defesa dos pilotos' O delegado federal Renato Sayão disse que as informações colhidas no inquérito sobre o acidente não deixam dúvidas de que os equipamentos anticolisão do jatinho emitem sinal de alerta quando desligados. O delegado criticou a avaliação do órgão americano, segundo o qual o equipamento anticolisão não estava em pleno funcionamento. -- Aliás, esta informação é matéria da defesa dos pilotos. Esse tipo de divulgação é de interesse apenas deles - disse, referindo-se a Joseph Lepore e Jan Paladino, já indiciados no inquérito da PF. O delegado, que conduz o inquérito para apurar as causas do acidente, no qual morreram 154 pessoas, diz que os laudos sobre o TCAs e o transponder não detectaram qualquer problema de funcionamento. Sayão espera terminar o relatório do inquérito na segunda quinzena deste mês, após mais de sete meses de investigação e quatro pedidos de prorrogação do inquérito. - Estou com 90% do relatório concluído - afirmou. Advogado de pilotos mantém defesa A informação de que houve falhas no sistema anticolisão do Legacy não muda a linha de defesa jurídica dos pilotos americanos, diz o advogado deles, Teo Dias. Segundo ele, desde o início do inquérito, a possibilidade de falha de equipamento havia sido levantada. - Esta conclusão não traz novidade para o inquérito. Apresentamos recentemente um relatório à Polícia Federal brasileira mostrando que havia forte possibilidade de falha de equipamento. Em todas as hipóteses de falhas de equipamento, a responsabilidade sobre acidentes recai sobre o sistema de controle aéreo - diz Dias. - Se os controladores brasileiros tivessem agido de acordo com as normas internacionais de segurança de vôos, o acidente não teria ocorrido. O acidente com o Boeing da Gol chamou atenção para problemas existentes no sistema de controle de tráfego aéreo no país. Em meio à crise, parlamentares da oposição começaram a defender a criação de uma CPI, que foi instalada nesta quinta-feira na Câmara. O acidente, que ocorreu no dia 29 de setembro, matou todas as 154 pessoas a bordo do Boeing 737 da Gol. O Legacy fez um pouso de emergência, no norte do Mato Grosso, e os dois pilotos e cinco passageiros saíram ilesos.

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu