Porto Velho (RO) sábado, 28 de novembro de 2020
×
Gente de Opinião

Polícia

Sesdec anuncia plano para combater violência



O combate à criminalidade na região do Vale do Jamari está em andamento com ações integradas entre as polícias Civil e Militar. A informação foi transmitida pelo secretário Antônio Carlos dos Reis, da Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), a representantes dos municípios de Monte Negro, Buritis, Campo Novo e Alto Paraíso em reunião, nesta sexta-feira (22), em Porto Velho.

O encontro aconteceu na sede da Sesdec, onde prefeitos e representantes dos municípios relataram problemas enfrentados com a ocorrência de roubos, tráfico de drogas e crimes contra a vida, principalmente. Também participaram o secretário adjunto da Sesdec, coronel Adilson Pinheiro, o comandante geral da Polícia Militar, coronel Ênedy Dias e o diretor geral da Polícia Civil, delegado Elizeu Muller.

GARIMPO

O prefeito de Alto Paraíso, Marcos Aparecido Leghi, o “Marcão”, relatou que em sua jurisdição está o garimpo Bom Futuro, onde os casos de violência são comuns.

Na região, segundo representantes dos municípios, a criminalidade é alimentada,  também, pela falta de regulação fundiária, que gera crimes em disputa por terras. Além disto, há a ocorrência de tráfico de drogas, que leva a outros ilícitos como furtos, roubos e receptação de objetos roubados.

INTEGRAÇÃO

Segundo o coronel Ênedy Dias, a questão da insegurança no Vale do Jamari foi objeto de reunião com policiais civis e militares, no dia 21, em Ariquemes, onde foram definidas estratégias para fazer frente ao problema. Como trabalhou por muito tempo na região, ele conhece as peculiaridades dos municípios e pôs o efetivo local da Polícia Militar em uma série de atividades que devem apresentar resultados positivos em pouco tempo.

Em uma das frentes, atuarão patrulhas da PM com policiais da Força Nacional de Segurança. Ao mesmo tempo, haverá reforço do policiamento aéreo. O trabalho será mantido em operações regulares.

PARCERIAS

Na área da Polícia Civil, o diretor geral Elizeu Muller, que atuou por quase duas décadas na região, disse que a atividade que compete instituição será fortalecida com planejamento estratégico para atender municípios onde há carência de delegados e investigadores. Ele explicou que há limitações orçamentárias que podem ser superadas com o apoio das prefeituras, como a cessão de instalações para receber policiais.

O enfrentamento dos problemas terá melhores resultados se houver a mobilização social, defendeu o secretário adjunto da Sesdec, coronel Adilson Pinheiro. Para ele, a população pode ajudar muito se observar e informar a polícia sobre movimentação estranha nas ruas ou propriedades vizinhas,  ou, ainda, se adotar medidas preventivas.

PREVENÇÃO

“É melhor que a polícia chegue antes, do que deixar o crime ocorrer para tentar recuperar o bem roubado e prender o suspeito”, explicou Pinheiro, que se comprometeu em visitar as comunidades para, juntamente com as lideranças locais, reforçar a necessidade deste envolvimento.

O secretário Reis encerrou a reunião informando que o estabelecimento da sensação de segurança na região do Vale do Jamari é uma das prioridades da Sesdec e que todos os esforços estão sendo feitos para que isto ocorra imediatamente. Ele citou as iniciativas das polícia Civil e Militar para a área.
 


Fonte
Texto: Nonato Cruz
Fotos: Márcia Martins/SESDEC
Secom - Governo de Rondônia

Mais Sobre Polícia

5º Batalhão da PM realiza formatura alusiva aos 27 anos, nesta sexta (23)

5º Batalhão da PM realiza formatura alusiva aos 27 anos, nesta sexta (23)

O 5º Batalhão de Polícia Militar de Rondônia (5º BPM – Batalhão Belmont) realiza, nesta sexta-feira (23), às 19h, a formatura militar alusiva ao seu

Operação Arinna do MP/SP: PRF e RFB participam da operação para desarticular organização criminosa atuante na adulteração de combustível

Operação Arinna do MP/SP: PRF e RFB participam da operação para desarticular organização criminosa atuante na adulteração de combustível

Na manha de hoje (21), a Polícia Rodoviária Federal participou da Operação Arinna, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime O