Porto Velho (RO) terça-feira, 24 de novembro de 2020
×
Gente de Opinião

Polícia

Policiamento para carnaval fora de época está definido


As pessoas que vão participar do carnaval fora de época devem evitar excessos com bebida alcoólica e evitar dirigir veículos sob efeito de bebidas. A recomendação é do tenente coronel PM Sérgio Nunes Monteiro, comandante do 1º Batalhão da Polícia Militar – 1º BPM, que tem jurisdição sobre 13 bairros da capital. Segundo ele, serão mobilizados 160 policiais em cada um dos quatro grandes desfiles previstos para acontecer  nas Avenidas Pinheiro Machado e Jatuarana, e no Bairro Areal.

Gente de Opinião

Cel. PM Nunes Monteiro, comandante do 1° Batalhão da PM

O 1º BPM será o responsável pelo policiamento feito nas ruas por onde acontecem os desfiles e iniciam sempre uma hora antes da saída do cortejo. O policiamento é complementado pelo Comando de Abordagem, que atua fazendo barreiras para impedir que foragidos, pessoas com armas e drogas cheguem aos pontos de concentração dos blocos.  Há ainda o Policiamento de Trânsito, que é o responsável por fiscalizar para que a área por onde os blocos passam não sejam invadidos por veículos automotores.

Efetivo

O  Carnaval Fora de Época, que inicia nesta quinta-feira (03), vai mobilizar, segundo o tenente coronel Nunes, 160 homens em cada um dos desfiles que acontecerão nos ‘corredores’ das Avenidas Pinheiro Machado, Jatuarana e Bairro Areal, além dos efetivos do Policiamento Tático e de Abordagem, e da Polícia de Trânsito.  O planejamento inclui, ainda, um grupo que vai atuar apenas na dispersão do desfile.

O primeiro desfile do Carnaval Fora de Época acontece na quinta-feira, com o Galo da Meia Noite, que tradicionalmente percorre a região conhecida como Circuito Pinheiro Machado. Segundo o comandante do 1º BPM, uma das características deste bloco é o baixo índice de ocorrências. “São pessoas com perfil diferenciado e o consumo de bebidas é menor por conta do horário”, explica.

Perfis

Gente de Opinião

Comandante Nunes explica ação nos bairros

Os blocos Banda do Vai Quem Quer , e os que desfilam na Avenida Jatuarana e Bairro Areal têm público mais jovem, iniciam a concentração mais cedo e recebem muitos adolescentes. Estes aspectos resultam em número maior de ocorrências, segundo o tenente coronel Nunes.  Os registros mais comuns são relativos ao consumo de bebidas alcoólicas e brigas. Nestas ocasiões, há o risco de situações simples se complicarem quando os presos ou seus familiares reagem.

Presos

Os presos durantes o desfile dos blocos serão encaminhados para triagem e, em seguida, dependendo da situação, encaminhados para a Central de Flagrantes para as medidas previstas em lei, ou para a 1ª ou 2ª Delegacias de Polícia, quando o crime for de menor potencial ofensivo.


Fonte
Texto: Nonato Cruz
Fotos: Ésio Mendes
Decom - Governo de Rondônia

Mais Sobre Polícia

5º Batalhão da PM realiza formatura alusiva aos 27 anos, nesta sexta (23)

5º Batalhão da PM realiza formatura alusiva aos 27 anos, nesta sexta (23)

O 5º Batalhão de Polícia Militar de Rondônia (5º BPM – Batalhão Belmont) realiza, nesta sexta-feira (23), às 19h, a formatura militar alusiva ao seu

Operação Arinna do MP/SP: PRF e RFB participam da operação para desarticular organização criminosa atuante na adulteração de combustível

Operação Arinna do MP/SP: PRF e RFB participam da operação para desarticular organização criminosa atuante na adulteração de combustível

Na manha de hoje (21), a Polícia Rodoviária Federal participou da Operação Arinna, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime O