Porto Velho (RO) sexta-feira, 4 de dezembro de 2020
×
Gente de Opinião

Polícia

Policiais rodoviários federais podem entrar em greve


A Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais informa que
até o momento não houve nenhum avanço na negociação com o Governo
Federal, que se mostra irredutível e resistente às reivindicações da
categoria.

No dia 13 de agosto (segunda-feira) estão previstas assembleias gerais
extraordinárias em todos os Estados do Brasil para a deliberação de
greve. Se aprovada, durante os 77 anos de existência, será a primeira
greve geral da categoria.

Para o período de 13 a 17 de agosto, os policiais rodoviários federais
estarão realizando em todo o País, conforme a programação elaborada
pelo Sistema Sindical, as seguintes ações:

- Multa zero: os policiais não deverão preencher autos de infração.
Somente orientar e praticar a educação para o trânsito. As multas
devem ser preenchidas somente nos casos que independa da ação
fiscalizadora do agente. E, as abordagens só devem acontecer nos casos
em que as equipes tiverem com no mínimo três agentes;

- Fiscalização de viaturas: os policiais deverão verificar
minuciosamente as condições de segurança, documentos e equipamentos
obrigatórios das viaturas em que forem se deslocar, recusando sair nas
mesmas caso haja alguma irregularidade. Havendo casos de
irregularidades, os agentes deverão cumprir e fazer cumprir o previsto
no Código de Transito Brasileiro;

- Entrega coletiva de funções gratificadas: os policias detentores de
funções gratificadas, como forma de apoio ao movimento nacional da
categoria, deverão entregar as funções de chefia;

- Atendimento de acidentes: somente deverão ser atendidos os acidentes
com feridos ou mortos. Porém, os boletins de acidentes de trânsito
(BATs) não deverão ser encerrados. E, os acidentes que não tenham
feridos ou mortos não serão atendidos nos locais onde se derem,
devendo os interessados serem orientados a se dirigirem aos postos da
Polícia Rodoviária Federal (PRF) para confecção de declaração de
acidente de trânsito (DAT).

A FenaPRF ressalta que a PRF já trabalha na grande maioria das
localidades com o efetivo mínimo. E, se deflagrada a greve, todo
serviço prestado pela instituição será inviabilizado em razão do baixo
efetivo. Também esclarece que a categoria não vai recuar diante das
ameaças de corte de ponto e outros métodos de coação que o Governo
está utilizando para privar os Servidores Federais de seu direito
constitucional de greve.
Da pauta de reivindicações que vem sendo negociada há mais de 18 meses
com o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), os
principais pontos apontados pela FenaPRF como prioritários, são:

- Correção das distorções salariais;

- Reconhecimento do nível superior para o cargo de Policial Rodoviário Federal.

FONTE: SINPRF RO-AC
 

Mais Sobre Polícia

5º Batalhão da PM realiza formatura alusiva aos 27 anos, nesta sexta (23)

5º Batalhão da PM realiza formatura alusiva aos 27 anos, nesta sexta (23)

O 5º Batalhão de Polícia Militar de Rondônia (5º BPM – Batalhão Belmont) realiza, nesta sexta-feira (23), às 19h, a formatura militar alusiva ao seu

Operação Arinna do MP/SP: PRF e RFB participam da operação para desarticular organização criminosa atuante na adulteração de combustível

Operação Arinna do MP/SP: PRF e RFB participam da operação para desarticular organização criminosa atuante na adulteração de combustível

Na manha de hoje (21), a Polícia Rodoviária Federal participou da Operação Arinna, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime O