Porto Velho (RO) domingo, 29 de novembro de 2020
×
Gente de Opinião

Polícia

POLÍCIA FEDERAL DEFLAGRA OPERAÇÃO BORDUNA EM JI-PARANÁ(RO)



Ji-Paraná/RO – A Polícia Federal em Ji-Paraná, em conjunto com o Ministério Público Federal e a Controladoria-Geral da União, deflagraram, nesta manhã, 24, a Operação Borduna com o objetivo de desarticular uma organização criminosa voltada para o desvio de recursos públicos federais.

Tais recursos eram repassados pelo Ministério da Saúde, via FUNASA, ou pelos municípios que possuem indígenas na sua população, para a Associação de Deficientes Físicos da Amazônia Legal – ASDEFAL, ONG com sede em Ji-Paraná.

As investigações que tiveram início em 2007, revelaram que os acusados utilizaram uma pequena associação sediada no município de Ji-Paraná, para, de forma direcionada, em virtude do envolvimento de agentes públicos lotados em tal órgão, obterem recursos públicos federais que deveriam ser utilizados na prestação de atenção à saúde indígena.

As atividades do grupo criminoso eram bastante amplas e complexas, pois, além da associação, também contavam com a participação de agentes públicos lotados na FUNASA e prefeituras do interior do Estado, além de outras pessoas físicas e jurídicas fornecedoras e prestadoras de serviços, principalmente medicamentos.

Identificou-se que a escolha desta associação para figurar como administradora de tais recursos não se baseou em critérios objetivos, pois tal associação não dispunha de estrutura e conhecimentos técnicos necessários para a prestação de atenção à saúde dos indígenas, tampouco estrutura necessária para a administração dos vultosos recursos repassados pelos convênios.

Até o momento, com base nas análises documentais realizadas, relativas ao repasse de 23 milhões de reais, há constatações no sentido de desvios da ordem de 2,1 milhões de reais.

A análise dos documentos evidenciaram o direcionamento de licitações, simulações de prestações de serviços e de compras de produtos, simulações de processos licitatórios, sobrepreço na aquisição de medicamentos, locação irregular de veículos, inconsistências em notas fiscais e desvio de finalidade nos gastos, dentre outras irregularidades.

Estão sendo cumpridos 16 mandados de busca e apreensão e 5 mandados de prisão temporária expedidos pela Justiça Federal de Ji-Paraná, em empresas e residências dos investigados, nos municípios de Ji-Paraná, Cacoal e Porto Velho/RO.

A execução das ordens judiciais envolve o efetivo de 91 policiais federais e 11 servidores da CGU.

 Fonte: PF


 

Mais Sobre Polícia

5º Batalhão da PM realiza formatura alusiva aos 27 anos, nesta sexta (23)

5º Batalhão da PM realiza formatura alusiva aos 27 anos, nesta sexta (23)

O 5º Batalhão de Polícia Militar de Rondônia (5º BPM – Batalhão Belmont) realiza, nesta sexta-feira (23), às 19h, a formatura militar alusiva ao seu

Operação Arinna do MP/SP: PRF e RFB participam da operação para desarticular organização criminosa atuante na adulteração de combustível

Operação Arinna do MP/SP: PRF e RFB participam da operação para desarticular organização criminosa atuante na adulteração de combustível

Na manha de hoje (21), a Polícia Rodoviária Federal participou da Operação Arinna, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime O