Porto Velho (RO) quarta-feira, 2 de dezembro de 2020
×
Gente de Opinião

Polícia

Nova fase da Lava Jato mira equipe de Eduardo Paes


 Gente de Opinião

Rio 247 - O ex-secretário municipal de obras do Rio na gestão de Eduardo Paes, Alexandre Pinto, foi preso por agentes da Polícia Federal em mais um desmembramento da Lava Jato no Rio de Janeiro, na manhã desta quinta-feira (3). Os agentes estão nas ruas, desde o início da manhã, para cumprir 10 mandados de prisão, sendo 9 mandados no Rio e um em Pernambuco, na operação batizada de "Rio, 40 graus".

Também há um mandado de condução coercitiva em São Paulo, que é quando alguém é levado para depor. Todos os mandados são expedidos pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ªVara Federal Criminal do Rio.

Essa nova fase da Lava Jato chegou à prefeitura através de investigações de contratos na gestão de Paes. Alexandre Pinto foi preso em casa, em um condomínio da Taquara, na Zona Oeste do Rio. A casa do ex-secretário fica em um condomínio de luxo da região.

A denúncia tem como base a delação da empreiteira Carioca Engenharia e diz respeito a corrupção, com pagamento de propina e desvio nas obras do corredor de ônibus Transcarioca, que custou R$ 2 bilhões, e da drenagem de córregos da Bacia de Jacarepaguá.

Os alvos da ação são lobistas e fiscais da prefeitura responsáveis pelas obras. Essa é a primeira vez que a Lava Jato fluminense chega na esfera municipal.

Investigadores da Lava Jato encontraram indícios de que a corrupção não se limitava apenas a administração do ex-governador Sérgio Cabral, e tinha participação da cúpula do PMDB fluminense. 

As informações são de reportagem do G1.

Mais Sobre Polícia

5º Batalhão da PM realiza formatura alusiva aos 27 anos, nesta sexta (23)

5º Batalhão da PM realiza formatura alusiva aos 27 anos, nesta sexta (23)

O 5º Batalhão de Polícia Militar de Rondônia (5º BPM – Batalhão Belmont) realiza, nesta sexta-feira (23), às 19h, a formatura militar alusiva ao seu

Operação Arinna do MP/SP: PRF e RFB participam da operação para desarticular organização criminosa atuante na adulteração de combustível

Operação Arinna do MP/SP: PRF e RFB participam da operação para desarticular organização criminosa atuante na adulteração de combustível

Na manha de hoje (21), a Polícia Rodoviária Federal participou da Operação Arinna, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime O