Porto Velho (RO) terça-feira, 1 de dezembro de 2020
×
Gente de Opinião

Justiça

1º Tribunal do Júri de Porto Velho condena homem que matou por ciúme


1º Tribunal do Júri de Porto Velho condena homem que matou por ciúme - Gente de Opinião

O réu Jete Ceide foi condenado a 12 anos de reclusão pelo 1º Tribunal do Júri da comarca de Porto Velho, sob acusação de ter matado, com várias facadas, a vítima Dieuska Alsaint. A sessão de julgamento foi realizada nessa quinta-feira,10, das 8h30 às 14h. A motivação do crime seria o relacionamento que a vítima matinha com outra mulher (Jaqueline), que o réu também tinha envolvimento.

Segundo a sentença condenatória, o Conselho de Sentença (jurados) decidiu, por maioria, que o réu praticou crime de homicídio contra a vítima Dieuska Alsaint por motivo fútil. O réu que já respondia à acusação preso, desta forma será mantido no regime fechado inicialmente.

Durante o julgamento, a solenidade do júri foi presidida pelo juiz Gleucival Zeed Estevão; já representando o Ministério Público, o promotor de Justiça Jefferson Marques Costa; e na defesa do réu, o defensor Público Paulo Eduardo Pereira Lima.

O crime aconteceu no dia 16 de maio de 2019, na Rua Ester Sales, nº1030, Bairro Agenor de Carvalho, em Porto Velho-RO (Processo Criminal n. 0007831-04.2019.8.22.0501).

Mais Sobre Justiça

Operação Bonifrate - Ministério Público, Polícia Civil e Secretaria de Finanças deflagram operação de combate à sonegação fiscal

Operação Bonifrate - Ministério Público, Polícia Civil e Secretaria de Finanças deflagram operação de combate à sonegação fiscal

O Ministério Público do Estado de Rondônia, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), do Grupo de Atuação Especial

Operação cumpre mandados judiciais contra advogados envolvidos com o crime organizado

Operação cumpre mandados judiciais contra advogados envolvidos com o crime organizado

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público do Estado de Rondônia (GAECO/MPRO) e a Polícia Civil do Estado de R

Contágio de motorista de ambulância por Covid-19 é reconhecido como doença ocupacional pela Justiça do Trabalho

Contágio de motorista de ambulância por Covid-19 é reconhecido como doença ocupacional pela Justiça do Trabalho

O juízo da 5ª Vara do Trabalho de Porto Velho (RO) reconheceu o nexo causal em contaminação por Covid-19, como doença ocupacional, a motorista de ambu